Peixes azuis e peixes brancos

Sabe quais são e as vantagens no consumo de cada um destes dois «grupos» de peixe?

Em tempos considerado mau, afinal o peixe azul é, reconhecidamente, benéfico para a saúde. Mas o peixe branco também tem muitas vantagens.

Comecemos pelos peixes azuis de que são exemplos mais conhecidos a sardinha, o carapau, o chicharro, o atum, a cavala e o salmão.
Possuem uma cor azulada na região do lombo, são ricos em ácidos essenciais, como o Ómega3 e são saudáveis, saborosos e também fáceis de preparar.

Os peixes azuis são caraterizados por possuírem uma cor azulada na região do lombo e por conterem na sua composição um alto teor de gordura. No entanto, a quantidade de gordura é variável em função da época do ano em que os peixes são capturados. Normalmente o teor de gordura pode variar entre 5 a 10%.

Neste grupo estão incluídas espécies migratórias que utilizam a reserva de gordura como um “seguro” nas suas longas viagens. Encontram-se perto da superfície e costumam ter a barbatana caudal bifurcada, o que possibilita um forte impulso. Além disso, são também caracterizados por terem mais sangue que o peixe branco.

Não menos importante, são ricos em ácidos gordos ómega-3, cujo consumo regular (pelo menos três vezes por semana) previne doenças cardiovasculares, reduz o colesterol e o crescimento de células cancerígenas.

Outros benefícios associados: são um alimento de fácil digestão e baixo em calorias, contém proteínas com diversos aminoácidos fundamentais ao organismo, é rico em vitaminas A, D e B12, essenciais à visão, pele, absorção de cálcio e fósforo e ao metabolismo do corpo, possuem minerais como o cálcio, necessário aos dentes e ossos, e fósforo, essencial para o cérebro e o seu consumo durante a gravidez aumenta a capacidade cognitiva dos bébés.

Nos peixes brancos podemos referir como exemplos a pescada, o bacalhau, o besugo, o tamboril, a dourada e o robalo.
Têm um baixo teor de calorias e gordura, possuem a cor da pele prateada, a barbatana caudal é arredondada e vivem em águas mais profundas.

Os peixes brancos, também conhecidos como magros são peixes finos, com baixo teor de calorias e gordura que geralmente é inferior a 2% do seu peso total e se acumula no fígado.
Possuem a cor da pele prateada e a barbatana caudal é arredondada. Vivem em águas mais profundas e de modo mais sedentário que os peixes azuis.

Os beneficios para a saúde são muitos, destacando-se o facto de serem uma fonte importante de proteínas e sais minerais, serem muito recomendados para bebés e crianças, uma vez que a sua carne é magra, suave e digere-se com muita facilidade, serem ricos em vitaminas B, as quais são responsáveis pela transformação dos diversos tipos de açúcar, regulam o sistema e os impulsos nervosos e metabolizam o oxigénio.

No fundo, azuis ou brancos, em geral comer peixe, é sempre saudável.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *