//‘Vinhos & Petiscos’ celebram a castanha em Oeiras

‘Vinhos & Petiscos’ celebram a castanha em Oeiras

Evento regressa em grande na sua 4º edição para celebrar a rainha do outono, a castanha, e promover o que de melhor se faz no nosso país.

No dia 19 de novembro das 12h00 às 21h00, o SmartFarmer, negócio social da ONG Oikos – Cooperação e Desenvolvimento, irá realizar mais uma edição do seu evento promocional ‘Vinhos & Petiscos’, que conta com provas de vinhos, petiscos e degustação de produtos regionais. A iniciativa, tem como principais objetivos, valorizar os produtos portugueses e aproximar produtores e consumidores num formato inovador.

Esta edição, que segue o mote ‘celebrar a castanha’, terá lugar no mercado municipal de Paço de Arcos e conta com o apoio da câmara de Oeiras que decidiu juntar-se ao SmartFarmer na promoção dos pequenos e médios produtores agroalimentares.

Os visitantes poderão conhecer e provar uma seleção de produtos regionais da rede de produtores do SmartFarmer, como a castanha, o mel, vinhos, queijos, enchidos, azeites e pão. No que toca aos vinhos, a principal parceira do evento será a Adega Cooperativa de Azueira, um produtor da região de Lisboa, que conta com diversos vinhos premiados e uma loja online no SmartFarmer que pode ser consultada aqui: https://smartfarmer.pt/produtor/adega-de-azueira.

Os petiscos estarão expostos em bancas temáticas e serão vendidas senhas no local. Haverá ainda uma variedade de produtos regionais para venda.

Tal como nas edições anteriores, para além de deliciar o paladar com as diversas iguarias, os visitantes terão a oportunidade de conviver participando num concurso de perguntas de escolha múltipla, testando os seus conhecimentos, num ambiente informal e de partilha de saberes.

 

Sobre o SMARTFARMER

O SmartFarmer é uma plataforma online disponível em smartfarmer.pt que promove o comércio justo e solidário de produtos da pequena e média agricultura nacional que junta, num único local, pequenos e médios agricultores e consumidores esclarecidos. Esta ferramenta inovadora desenvolvida pela ONG Oikos contribui para o apoio à segurança alimentar, o combate ao desperdício alimentar e o reforço da economia rural. Assente numa lógica de mercados locais de proximidade, o SmartFarmer promove e facilita as vendas diretas entre produtores e consumidores, contribui para valorizar os produtos locais, estimula a economia local, promove a criação de emprego e contribui para alavancar a valorização do território, potenciando a sua riqueza e diversidade.

Saiba mais em: https://smartfarmer.pt/

 

Sobre a OIKOS

Fundada em 1988, em Portugal, a Oikos – Cooperação e Desenvolvimento é uma associação sem fins lucrativos, reconhecida internacionalmente como Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD/INGO).

A Oikos trabalha com as comunidades de regiões e países mais pobres e vulneráveis, independentemente da sua origem étnica, língua, religião ou geografia, acreditando acima de tudo, num mundo sem pobreza e injustiça onde o desenvolvimento humano seja equitativo e sustentável à escala local e global.

Os projetos desenvolvidos por esta associação sem fins lucrativos têm como missão principal erradicar a pobreza e reduzir as assimetrias económicas e de conhecimento já que estas constituem motivos suficientes para a mobilização de todos os cidadãos. Assim, a Oikos entende que é no âmbito da cidadania ativa que se deve colocar o esforço individual e coletivo de transformação de uma ordem social que contribua para eliminar a pobreza, a exclusão e as desigualdades sociais.

Desde a Emergência ao Desenvolvimento, passando pela Educação, Mobilização Social e Influência Pública, o trabalho da Oikos estende-se atualmente a Portugal, África e América Latina. Desde a fundação, a Oikos já trabalhou nos 5 continentes. Em Portugal, o trabalho da Oikos desenvolve-se essencialmente ao nível da Cidadania Global, em três grandes áreas: ‘Educação para a Cidadania Global’; parcerias para a promoção do ‘Bem Comum’; e ‘Influência Pública’. O negócio social SmartFarmer, integra-se no eixo ‘Bem Comum’, a primeira versão da plataforma foi comunicada em 2016, e em 2020, durante a crise pandémica, a Oikos reforçou o seu trabalho junto dos produtores nacionais e lançou uma versão melhorada da plataforma.

Saiba mais em: https://www.oikos.pt/