//Vinhos para as ‘7 Maravilhas’

Vinhos para as ‘7 Maravilhas’

Pinhel é palco da seleção de vinhos para as ‘7 Maravilhas da Nova Gastronomia’

A Cidade do Vinho 2020/22 (Pinhel) vai receber, no dia 10 de junho, mais de duas dezenas de enólogos e outros profissionais ligados ao vinho para selecionar os vinhos considerados mais apropriados para as propostas culinárias apuradas em cada distrito/região.
Assim, de entre mais de 400 vinhos enviados pelos produtores, com a colaboração das Comissões Vitivinícolas Regionais, os especialistas vão selecionar os vinhos de harmonização, que constarão de um Guia.

A coordenação desta ação inédita é da responsabilidade da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) com a colaboração do Jornal Público e o município anfitrião. Recorde-se que a AMPV promoveu recentemente a realização da primeira edição do concurso ‘Cidades do Vinho’, em Lagoa e a participação portuguesa no concurso de vinhos que decorreu em Modena (Itália). Ao grupo de especialistas que constituiu o júri em Lagoa e em Modena, caberá agora a seleção dos 140 vinhos que acompanham cada uma das 140 iguarias do Guia.
Em cada um dos 18 distritos e as duas regiões autónomas serão escolhidos vinhos para as 7 categorias a concurso: Petiscos, Iguarias vegetarianas, Iguarias veganas, Peixe e Marisco, Carne, Cozinha Molecular e Doçaria.

Sobre esta nova edição, o presidente das ‘7 Maravilhas de Portugal’, Luis Segadães, afirma: “10 anos depois da emblemática eleição das 7 Maravilhas da Gastronomia® onde honrámos a tradição do nosso receituário, Portugal mudou e agora, em 2021, as 7 Maravilhas elegem uma gastronomia nova, inspirada na tradição, mas baseada nos produtos endógenos de cada região, onde observamos novos conceitos ao nível da apresentação, da utilização dos ingredientes mais saudáveis e promovendo maior sustentabilidade alimentar”.

Para José Arruda, secretário-geral da AMPV, “esta parceria resulta, por um lado, na sequência de colaborações anteriores da AMPV com as ‘7 Maravilhas’, mas sobretudo, da experiência adquirida na participação e organização de concursos de vinhos nacionais e internacionais”.

O presidente do município de Pinhel, Rui Ventura, recorda que “a pandemia impediu-nos de concretizar as ações previstas como ‘Cidade do Vinho’ quer para 2020, quer para o ano em curso, pelo que este tipo de iniciativas aqui em Pinhel, acaba por constituir um merecido prémios para os nossos produtores em particular, mas para toda a região da Beira Interior”.