//Vinho tinto na toalha e no tapete

Vinho tinto na toalha e no tapete

Aprenda a evitar um raspanete e fazer um ‘brilharete’, quando entornar vinho tinto.

Mais de 70% dos divórcios começam quando ‘ele’ entorna vinho na toalha ou no tapete. Se o vinho for branco ‘ele’ ainda consegue disfarçar só com um guardanapo por cima. Mas quando é vinho tinto, ‘ela’ passa-se e pode ser o início… do fim.

Este poderia ser mais um daqueles estudos feitos e publicados na internet. Mas não é, porque foi inventado por nós. O resultado seria o mesmo: Fake News ou aldrabice, se não fosse apenas uma brincadeira e não tivesse agora mesmo o aviso: É FAKE NEWS.

Agora a sério, se uma tal ‘desgraça’ acontecer, pode ser complicado. Por isso, partilhamos as dicas que aprendemos.

Vinho tinto na toalha da mesa

Se não for possível retirar a toalha da mesa no momento do ‘acidente’, coloque imediatamente uma espessa camada de sal sobre a mancha para evitar que esta se espalhe, pois o sal é capaz de absorver parte do vinho presente no tecido, reduzindo o trabalho posterior.

Quando for possível, basta lavar com um pouco de água quente e sabão. A temperatura vai ajudar a diluir a mancha com maior rapidez.

Vinho tinto no tapete

Seque o tapete com um pano limpo ou toalhas de papel. Pressione o pano contra a mancha para absorver o máximo de vinho tinto possível, mas sem esfregar porque o atrito danifica as fibras do tapete.

Comece por secar por fora e depois o centro da mancha. Se necessário, espirre um pouco de água fria para ajudar a diluir o vinho.

Aplique um pouco de sal na mancha ainda molhada. Se o tapete já estiver seco, molhe-o com água primeiro. O sal irá extrair a humidade. Coloque uma quantidade suficiente para ele agir e deixe-o descansar, se possível, durante uma noite inteira.

Horas depois, a mancha, antes avermelhada, estará rosada. Espere até o tapete secar.

Remova o excesso de sal com uma colher e aspire o tapete.

No final, a mancha deverá ter desaparecido ou, pelo menos, terá reduzido bastante de tamanho.

E agora a consequência mais gravosa:
Se lhe acontecer isto, dependendo da quantidade de vinho que entornou, vai ‘perder pontos’ na carta de bebedor e fica com um sentimento de culpa que vai levar tempo a passar.

Foto: Helen Vechurko