//Vinho para subornar árbitro

Vinho para subornar árbitro

Equipa distrital tenta subornar árbitro com três caixas de vinho e um envelope com três notas de 50 euros.

Nota da Redação – Agora que tanto volta a falar-se de futebol e corrupção em Portugal, tendo em conta este mês de agosto em que ‘apetecem’ histórias mais leves, decidimos recuperar uma notícia de janeiro de 2017. Foi muito divulgada na altura e dá conta de um acontecimento que, sendo obviamente grave porque é sempre tentativa de corrupção, acaba por arrancar um sorriso face à ‘pequenez’, comparativamente com o que regularmente vem a público nos clubes de maior dimensão.

Fique então com esta ‘recordação’ que envolve futebol, umas caixas de vinho e até três notas de 50 euros, tudo para … agradar  aos três árbitros.

 

 

O árbitro da partida encontrou as «prendas» no balneário do Gens Sport Club, de Gondomar, antes do jogo que esta equipa ia disputar com o S. Lourenço do Douro, e entregou-as à GNR.

Tudo aconteceu no passado dia 8 de janeiro, quando o Gens Sport Clube, de Gondomar, recebeu o ARC São Lourenço do Douro, de Marco de Canaveses, equipas que disputam a 1.ª Divisão Distrital.

Perante a denúncia, a GNR abriu o envelope e verificou que este continha três notas de 50 euros e também recolheu as garrafas de vinho, elaborando, ainda no local, um auto de notícia.

Não se sabe nada da qualidade do vinho, mas ninguém tem dúvidas de que as coisas «azedaram» para os lados de Gondomar.
Perante notícias que dão conta da alegada oferta a árbitros, de «fruta», vales de refeição e viagens por parte dos «grandes», percebe-se que um clube pequeno apenas tenha para oferecer 3 caixas de vinho.

O facto de terem acrescentado 3 notas de 50 € leva a crer que a cada um dos juízes da partida caberia uma garrafita e uma nota para comprar o «conduto».