//Vem aí a sardinha portuguesa

Vem aí a sardinha portuguesa

Chegarão a tempo dos Santos Populares, mas com preços de pouca festa.

Santo António já vai ser festejado com sardinha… da nossa costa. Com o início da atividade dos pescadores portugueses na pesca da sardinha a 3 de junho, está garantido o fornecimento para os dias dos Santos Populares e de ‘santa Sardinha’.

O pior será o preço a que vai chegar aos consumidores pois “com a oferta altamente limitada, qualquer aumento desmedido na procura faz com que o preço suba na primeira venda” referiu ao Expresso o presidente da Associação Nacional das Organizações de Pesca do Cerco (AnopCerco). “E temos também o tempo de verão mais apelativo, com mais turismo e pessoas de férias, o que leva a uma maior apetência pelo consumo de sardinha”, acrescentou Humberto Jorge.

O dirigente associativo alertou para a possibilidade de aparecimento de sardinha antes das primeiras capturas dos pescadores portugueses, mas que serão “dos nossos colegas espanhóis que decidiram iniciar a atividade em maio, com grandes restrições”.

Recorde-se que a pesca da sardinha em Portugal e Espanha está desde setembro de 2018 sujeita a restrições com o objetivo de proteger o ‘stock’. Mas o presidente da AnopCerco, que conta com 115 embarcações de todo o país, correspondentes a 90% da pesca da sardinha em Portugal revelou ao Diário de Notícias que “quem anda no mar vê o aumento de recurso, e percebe que os sacrifícios que fizemos nos últimos anos estão a dar frutos”. Por essa razão, acrescenta, “é revoltante para as nossas embarcações que nos peçam mais sacrifícios”.
A proposta da Comissão Europeia era de 10 300 toneladas para Portugal e Espanha. Os dois países, que estão juntos nas reivindicações contrapropuseram com 10 799 toneladas.

Mas afirma-se que há condições para atingir as 15 mil toneladas. “E não somos nós que o dizemos, são os dados do último cruzeiro científico”, que terminou esta quarta- feira, 15 de maio, tal como disse ao DN Humberto Jorge.