//Vamos apoiar pequenos negócios locais?
apoiar pequenos negocios

Vamos apoiar pequenos negócios locais?

Ano novo, novos comportamentos. Concorda? Então leia o que se segue.

Comece o ano com o pé direito e com um bom propósito. Começar as compras feitas a pequenos e médios produtores nacionais e apoiar os negócios locais. Empreendedores de diversos setores e pequenos produtores tiveram que lidar com os desafios impostos pelas dificuldades dos últimos tempos. Apoiar os pequenos negócios, principalmente os locais é, assim, uma forma de contribuir para um melhor futuro. Dos produtores, mas também dos consumidores.

Confira algumas dicas:

1 – Comprar em mercados locais

Em Portugal, esta é uma forma tradicional de escoamento e comercialização dos produtos agroalimentares provenientes das explorações agrícolas e de unidades de fabrico artesanal de pequena escala, que ganhou uma nova dinâmica por iniciativa das Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia, Grupos de Ação Local, grupos de produtores ou outras. Este é um local de venda regular com uma ampla quantidade e diversidade de produtos. Informe-se acerca dos mercados perto de si e faça-lhes uma visita. Não se irá arrepender.

2 – Aderir a uma AMAP

Uma AMAP – Associação pela Manutenção da Agricultura de Proximidade – constitui-se pela formação de um grupo de consumidores que ativa e diretamente apoia um ou mais agricultores/produtores assegurando o escoamento da produção de uma época. Dois anos após a sua constituição, em dezembro de 2018, a REGENERAR reúne 7 AMAPs/CSA do Norte e Sul do país, às quais estão associados 25 agricultores / produtores, e cerca de 300 consumidores, aqui chamados co-produtores por se envolverem no sistema agroalimentar de uma forma que vai além do mero consumo, assumindo um compromisso com quem produz que perdura no tempo. Ficou interessado? Saiba mais aqui: https://amap.movingcause.org/rede-regenerar/

3 – Encomendar cabazes a produtores ou distribuidores mais pequenos

Atualmente em Portugal existem diversos produtores a quem pode encomendar cabazes de frutas e legumes frescos sem ter que sair de casa e que entregam em várias zonas do País. Uma forma de dar suporte aos pequenos produtores de bens alimentares passa por fazer alguma pesquisa no Google ou nas redes sociais para encontrar a opção que melhor se adequa às suas necessidades e fazer a sua encomenda semanal de cabazes de frutas e hortícolas a pequenos produtores. Recorrer a estes negócios é uma boa forma de ajudar a nossa economia e a produção nacional. O SmartFarmer, negócio social da ONG Oikos – Cooperação e Desenvolvimento, assumiu este mês a distribuição dos cabazes da Inovterra em Lisboa. O Cabaz ‘Frescos da Semana’ vem recheado de produtos frescos da época e de produtores locais, entregues ao domicílio. O Cabaz varia todas as semanas conforme as culturas. Saiba mais aqui: https://smartfarmer.pt/cat/cabazes/frescos-da-semana/

 

4 – Comprar Online

Quando sentir necessidade de comprar algo, pondere fazê-lo também online, diretamente da sua casa, respeitando as medidas de segurança sem deixar de apoiar pequenas empresas. 

 

5 – Procurar produtos feitos em Portugal

Se apenas tiver a disponibilidade de comprar em grandes superfícies, tente pelo menos procurar produtos de marcas portuguesas ou feitos em Portugal, desta forma já estará a ajudar a economia e os negócios nacionais.

 

6 – Se não for possível comprar, divulgue as iniciativas locais e os pequenos negócios

Atualmente é possível partilhar tudo. Se por algum motivo não lhe for possível comprar, apoie os pequenos negócios através da recomendação e da partilha. Muitas vezes dar a conhecer um negócio é uma forma fácil de contribuir para o fazer crescer e chegar a potenciais compradores.