//‘Tronchuda’ nas Caldas da Rainha

‘Tronchuda’ nas Caldas da Rainha

Mostra Gastronómica da Tronchuda decorre até final de maio, em mais de três dezenas de restaurantes.

Promovida pela ACCCRO – Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste a 2ª edição desta iniciativa pretende continuar a aposta de “promover a gastronomia do concelho”, disse à Lusa o presidente, Paulo Agostinho.
A tronchuda foi criada em 2018 para ser “um prato identitário do concelho, que não tinha nenhum prato típico” e, como continua Paulo Agostinho, “mais não é do que uma trouxa que tem de ser feita de couve, numa alusão, por um lado, às couves de Bordallo Pinheiro e, por outro, à ‘praça da fruta’, um ex-líbris turístico da cidade”.
A edição de 2019 passou de 15 dias para um mês, prolongando-se até ao final de maio e decorre em simultâneo com o Flower Bike City, outra iniciativa promovida pela ACCCRO junto do comércio local.

De acordo com o Jornal das Caldas, no almoço de apresentação da mostra gastronómica, os alunos do curso Técnico de Cozinha e Pastelaria do Instituto de Emprego e Formação Profissional de Santarém, prepararam três sugestões de tronchudas. Para entrada foi servido uma ‘tronchuda’ de cogumelos, ovo merengado e apontamentos de beterraba vermelha, seguida de uma ‘tronchuda’ de polenta, com filet de vitela e aromas de terra verde, como prato principal. Para sobremesa, os alunos optaram por servir uma ‘tronchuda’ roxa de lemoncurd com panacotta e texturas do bosque.

O Flower Bike City, que decorre em simultâneo com a Mostra Gastronómica “tem como objetivo embelezar e criar dinâmica, através da colocação de bicicletas com cores primaveris decoradas com flores e outros materiais nalguns espaços públicos”, havendo também decoração das montras dos estabelecimentos comercias da cidade.A decorrer pelo terceiro ano consecutivo, a iniciativa “tem tido cada vez mais adesão”, afirmou Paulo Agostinho, estimando ultrapassar este ano “o número de bicicletas e de estabelecimentos envolvidos”.