//Toiro Bravo… no prato

Toiro Bravo… no prato

Coruche dedica fins-de-semana de maio aos ‘Sabores do Toiro Bravo’

Após um ano de interregno forçado pela pandemia, 2021 marca o regresso dos Sabores do Toiro Bravo, cuja 17.ª edição se realiza em formato limitado a três fins-de-semana de maio, com início a 14 e término no dia 30. Também a configuração se altera com as medidas de contenção, descentralizando-se o evento, que excecionalmente não decorrerá na Praça de Toiros, mas nos restaurantes aderentes. Apesar de limitações de ordem diversa, mantém-se a promessa de animação musical, bem como o motivo pelo qual milhares de pessoas rumam anualmente a Coruche em maio: a carne de toiro bravo, principal protagonista do evento gastronómico ribatejano. A organização assume o regresso com inabalável determinação na preservação de um evento tradicional que é já uma aguardada celebração nacional das gentes, da cultura e dos sabores.

O certame Sabores do Toiro Bravo, que recebe em média cerca de 20 mil visitantes por edição, é um evento único no País e no mundo, tendo assegurado lugar nos principais roteiros gastronómicos. O mote é dado pela degustação de múltiplas receitas que têm como ingrediente central a carne de toiro bravo – bandarilhas de lombinho de toiro bravo com camarão, espetada de bezerra brava em pau de louro verde, rabo de boi estufado, bife de touro bravo recheado, cachaço de toiro bravo com grão e hortelã, bravo à lagareiro ou miminhos de toiro bravo na telha são apenas algumas das muitas iguarias com ingredientes caraterísticos da gastronomia ribatejana que deliciam os visitantes. Além das múltiplas formas de provar a carne de toiro bravo, os Sabores do Toiro Bravo estendem-se à doçaria e aos vinhos da região, que acompanham as iguarias.

As refeições, habitualmente degustadas em típicas tasquinhas ribatejanas instaladas na Praça de Toiros de Coruche, serão servidas este ano nos restaurantes aderentes. Os três fins-de-semana dedicados aos Sabores do Toiro Bravo iniciam-se com os jantares às sextas-feiras e concluem-se com os almoços aos domingos. Aos sábados os restaurantes estão abertos para almoços e jantares, sugerindo-se a visita ao Museu Municipal de Coruche, ao Núcleo Rural de Coruche ou ao Posto de Turismo, não esquecendo a Loja do Montado para aquisição de produtos locais e artesanato.

Este ano os corredores da Praça de Toiros não se enchem de gente, restaurantes e tasquinhas, mas a vila continua a apresentar as melhores propostas da gastronomia ribatejana e inúmeras razões para uma visita inesquecível, a começar pelo Parque do Sorraia, onde está inserida a Praça de Toiros e onde os visitantes podem passear calmamente à beira rio. Ali tão perto encontra-se o parque radical, entre o pavilhão desportivo e o rio; um cais para pequenas embarcações, uma refrescante praça de água e um mural de homenagem à afición coruchense. Ainda no mesmo parque é possível desfrutar da vista sobre o rio, ao longo do qual se pode encontrar, no sentido da corrente, o Jardim 25 de Abril. Pelo Açude Ponte Pedonal do Sorraia os visitantes têm acesso à margem esquerda do rio, recentemente requalificada. Também o centro histórico de Coruche é digno de visita, nomeadamente pela traça das suas casas senhoriais ou pelas magníficas fachadas das igrejas. Por fim, vale sempre a pena passar ainda pela Praça da Liberdade, onde se encontra o Edifício dos Paços do Concelho e o Pelourinho, bem como pela Ermida de Nossa Senhora do Castelo, cuja vista sobre o Vale do Sorraia é deslumbrante.

O Município de Coruche poderá, a qualquer momento, cancelar, suspender ou alterar o calendário da atividade de acordo com as orientações do Governo e da DGS.

Restaurantes aderentes e outras informações em:
www.visitcoruche.com/mes-sabores-toiro-bravo