//Startups portuguesas na fase final do programa METRO ACCELERATOR

Startups portuguesas na fase final do programa METRO ACCELERATOR

Captura e análise de informação de retalho offline e sensores para monitorizar dados de produto e logística em toda a cadeia de fornecimento, são a base das propostas portuguesas.

O Programa METRO Accelerator for Retail powered by Techstars deste ano vai entrar na sua primeira etapa. Nos próximos três meses, as startups participantes de todo o mundo irão trabalhar em soluções promissoras para o retalho, como por exemplo, robots de entrega, novas tecnologias de navegação, sensores inteligentes, ferramentas digitais para evitar o desperdício de alimentos ou uma ligação mais “amiga do cliente” entre lojas offline e online. O programa internacional refinou propositadamente as soluções digitais para comerciantes e retalhistas independentes (B2B2C) – um grupo chave de clientes METRO.

Entre as startups apuradas encontram-se duas portuguesas, a Sensei e a Sensefinity. No total, trata-se de startups de sete países diferentes que conseguiram entrar no programa METRO Accelerator for Retail powered by Techstars deste ano:

Sensei: Captura e análise de informação de retalho offline com a ajuda de dados de imagem existentes.

Sensefinity: Sensores inteligentes apoiados na Cloud, para monitorizar dados de produto e logística em toda a cadeia de fornecimento.

Mio Mobile: Robot de entrega e tecnologia de navegação para uma distribuição e entrega autónoma no espaço público.
Oriient: Solução de navegação interna de alta tecnologia, controlada pelo campo magnético da Terra e indicada para implementação direta independentemente da infraestrutura.

Whole Surplus: Solução B2B para o desperdício de alimentos para uma distribuição otimizada e justa no que se refere ao excesso de alimentos no setor do retalho.

Epinium: Avaliação em tempo real do preço dos produtos e avaliações para retalhistas offline e online, assim como fabricantes.

IamBot: Identificação de produto num chat de fotografias com links diretos para opções múltiplas de compras.
JustSnap: Gamificação de campanhas de descontos via análise direta de recibos.
Kptn Cook: Receitas para a comunidade foodie com link direto para o retalhista.

“Acreditamos que estas startups promissoras oferecem precisamente as soluções que traders e retalhistas offline necessitam para crescer também no mundo digital e ir ao encontro das necessidades dos seus clientes”, refere Andreas Wuerfel, Director Global Innovation Community METRO. “A rápida e progressiva digitalização do Retalho – incluindo pequenos e independentes traders – é um tema chave para os mercados em todo o mundo. Com o nosso programa Accelerator, dirigimo-nos a esta questão no momento certo: algumas centenas de startups, de 24 países, em todo o mundo candidatam-se ao nosso programa. A METRO, a Real e a Techstars são vistas como especialistas e parceiras interessantes para startups.”

Durante três meses, as equipas irão receber o apoio intensivo de cerca de 100 mentores – todos os especialistas de retalho reconhecidos, bem como da METRO, da Real e da Techstars – de forma a escalar o seu modelo de negócio, assim como a obter até €120,000 em financiamento. A 5 de setembro, as equipas vão apresentar os seus resultados a investidores internacionais.

“Soluções como a inteligência artificial, a robótica e a Internet of Things representam o futuro dos tradicionais retalhistas offline e também para companhias multi-canal. Com o Accelerator, atraímos as startups mais interessantes no mercado e estamos agora a prepará-las para o mercado de investimento”, refere Alexander Hafner, Managing Director Techstars for the METRO Accelerator for Retail. “A nossa grande rede de alunos da Techstars ajuda as equipas a abordar potenciais investidores”.