//Sopa Caramela em Palmela

Sopa Caramela em Palmela

Fins de semana de 30 de abril a 2 de maio e 7 a 9 de maio em sete restaurantes do concelho.

Sete restaurantes do concelho de Palmela apresentam, nos fins de semana de 30 de abril a 2 de maio e 7 a 9 de maio, as suas versões desta tradicional sopa, em mais uma edição dos Fins de Semana Gastronómicos da Sopa Caramela.

A iniciativa integra o programa ‘Palmela – Experiências com Sabor!’, promovido pela Câmara Municipal de Palmela e pela Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal.

 

A Sopa Caramela

A origem desta sopa é atribuída às populações rurais que vinham da Beira Litoral em busca de trabalho, sobretudo para a zona de Rio Frio, a quem se dava o nome de “caramelos”. A partir da segunda metade do século XIX, por necessidades de mão-de-obra permanente, os “caramelos de ir e vir” passaram a “caramelos de ficar”, tendo-se tornado rendeiros com casa e horta e fixado, sobretudo, na zona do Pinhal Novo, onde introduziram novos hábitos alimentares trazidos dos seus locais de origem.

Vivendo com dificuldades económicas, a alimentação destas populações, embora consistente, baseava-se, sobretudo, em sopa feita com os produtos colhidos na horta – feijão, batata e couve – e, quem os tinha, com enchidos e carne da matança. Assim nasceu a Sopa Caramela.

Inicialmente, era semelhante às sopas nortenhas de unto, mas, com o tempo e com um maior desafogo económico, esta sopa foi sendo enriquecida com mais ingredientes, tendo-se tornado num prato substancial, símbolo de uma comunidade que preserva as suas tradições e uma das principais referências gastronómicas da região.

Pode conhecer a RECEITA AQUI.

 

Para saber quais os restaurantes onde pode saborear esta sopa:

RESTAURANTES ADERENTES