//Sargo é rei do «Portimão à Mesa»

Sargo é rei do «Portimão à Mesa»

Depois da cavala, em fevereiro, de 6 a 12 de março a iniciativa «Portimão à Mesa» irá colocar em destaque o sargo. Em abril será a vez do carapau.

A iniciativa pretende promover não só o pescado como um dos produtos mais emblemáticos da gastronomia algarvia, como dinamizar a zona do centro da cidade e a economia local durante a época de menor procura turística.

9.1Nos meses de fevereiro, março e abril será dado destaque a uma espécie de pescado diferente, de acordo com a oferta existente no concelho e identificada pela Docapesca. A cavala dominou as atenções em fevereiro, marcando o arranque do «Portimão à Mesa» que, de 6 a 12 março promover o Sargo e, de 3 a 9 abril o carapau.

Nestas datas, os 16 estabelecimentos aderentes, situados na área de influência do Largo Doutor Bastos e o Largo da Barca, irão convidar a saborear o pescado de diversas maneiras e temperos, seja grelhado, frito ou confeccionado à moda da casa e serão muitas as opções para apreciar cada uma das espécies de pescado.

De referir que a criação do logotipo desta iniciativa contou com a participação dos alunos do Curso de Design de Comunicação do ISMAT em Portimão, tendo sido selecionada a proposta do aluno Brian Claudino que vê agora o seu trabalho aplicado em todas as peças de comunicação desenvolvidas para a divulgação desta ação.

Os peixes do evento

A cavala é encontrada no Atlântico Nordeste e Mar Mediterrâneo, onde habita na coluna de água em zonas costeiras até 250 m de profundidade.

Forma grandes cardumes que são fortemente migradores, permanecendo junto ao fundo durante o dia e subindo durante a noite para caçar peixes, moluscos e pequenos crustáceos.

Reproduz-se de fevereiro a abril, momento em que a fêmea desova 100.000 a 400.000 óvulos.

O sargo é encontrado no Atlântico Nordeste, Arquipélago da Madeira e Mar Mediterrâneo, onde habita estuários em juvenil e profundidades até 150 m em adulto. Alimenta-se principalmente à noite de moluscos, crustáceos, ouriços-do-mar e algas que encontra no fundo.

A reprodução ocorre no final do Inverno e início da Primavera, momento em que forma grandes cardumes.

O carapau é encontrado no Atlântico Nordeste, Arquipélago da Madeira e Mar Mediterrâneo, onde habita na coluna de água desde a superfície até ao fundo, em zonas costeiras com 100 a 200 m de profundidade. Forma grandes cardumes que efectuam migrações consideráveis, alimentando-se de pequenos crustáceos, peixes e moluscos. Reproduz-se de dezembro a abril, com um pico em fevereiro.