//Santa Maria da Feira – ‘Cidade Criativa da Gastronomia’
gastronomia de santa maria da feira

Santa Maria da Feira – ‘Cidade Criativa da Gastronomia’

“Cidade Criativa da Gastronomia”, programa com a chancela da UNESCO, pretende afirmar a qualidade da gastronomia, da restauração e dos produtores de Santa Maria da Feira.

A promoção da alimentação saudável e sustentável, a criação de um centro de estudo e difusão do património gastronómico e ainda um ciclo de residências para artistas emergentes são os principais objetivos de Santa Maria da Feira, enquanto membro da rede de “Cidades Criativa da Gastronomia”, iniciativa promovida pela UNESCO.

A iniciativa contará com um seminário internacional sobre a alimentação do futuro, que segundo Emídio Sousa, presidente da Câmara Municipal, “é um projeto de múltiplas dimensões e para concretizar em toda a comunidade”, abrangendo cultura, educação, saúde pública, internacionalização e desenvolvimento económico.

Emídio Sousa reforçou que esta chancela da UNESCO “é mais uma oportunidade para afirmar a gastronomia, a restauração e os produtores” de Santa Maria da Feira, lembrando o histórico de criatividade do município, a vários níveis e o facto de este ter uma grande diversidade de produtos locais que esperam ganhar uma nova visibilidade com esta designação da UNESCO.

A informação foi divulgada na passada quinta-feira, pelo vereador da Cultura e Educação, Gil Ferreira. O autarca precisou que o programa, em parceria com a Universidade do Porto (UP), irá desenvolver-se nas escolas do concelho feirense.

Já a criação do centro de estudo e difusão do património gastronómico local irá juntar-se a um documentário relacionado com a tradicional Fogaça e “outros pães doces do território”, que irá abranger a gastronomia das Terras de Santa Maria.

Juntar a gastronomia com a música, a dança e a literatura é outro dos objetivos incluídos no ciclo de residências para artistas emergentes, iniciativa que deverá ter projeção internacional. Gil Ferreira referiu, ainda, a realização de um ‘Diversify Food’, evento gastronómico com ligações à diáspora feirense.

A iniciativa vai contar ainda com um seminário internacional sobre a alimentação do futuro, “projeto de múltiplas dimensões e para concretizar em toda a comunidade”, abrangendo cultura, educação, saúde pública, internacionalização e desenvolvimento económico.

Na apresentação, o município assinou protocolos de parceria com a Faculdade de Ciências da Nutrição da Universidade do Porto (UP), a AHRESP – Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal e com a AGAVI – Associação para a Promoção da Gastronomia, Vinhos, Produtos Regionais e Biodiversidade.

gastronomia de santa maria da feira

 

Fogaça de Santa Maria, S. Sebastião e a Festa das Fogaceiras

A Festa das Fogaceiras teve origem num voto ao Mártir S. Sebastião, feito pelo povo da Terra de Santa Maria, numa altura em que a região teria sido assolada por um surto de peste que dizimou parte da população. Em troca de proteção, o povo prometeu realizar, em cada dia 20 de janeiro, uma procissão e a oferta de um pão doce e delgado, confecionado para ocasiões especiais: a fogaça.

Tal como outrora, atualmente as gentes do concelho de Santa Maria da Feira têm a oportunidade de manifestar o culto a S. Sebastião numa festa e num voto, que é a fogaça, representando a figura do Castelo da Feira, símbolo de união e de identidade coletiva deste vasto território repartido por vários concelhos e que pertenciam à Terra de Santa Maria e mais tarde ao condado da Feira, governado na sua plenitude pelos condes Pereira desde o final da centúria de quatrocentos até 1700.

A fogaça, pão doce referido em diversos documentos medievais, principalmente no Norte do país, fazia parte dos foros e tributos que o camponês devia pagar ao senhor da terra por alturas de festas religiosas. Na Terra de Santa Maria, a fogaça, de formato peculiar, simbolizando as quatro torres do castelo da Feira, foi transformada em voto sagrado dedicado ao Mártir S. Sebastião, dando origem ao nome da maior festa religiosa centenária realizada neste Município – a Festa das Fogaceiras.

A fogaça, comercializada durante todo o ano, é cozida diariamente em várias casas de fabrico do concelho e distingue-se pelos tradicionais preparos assim como na forma como vai a cozer ao forno.

Manda a tradição que, por ocasião da Festa das Fogaceiras, os santamarianos enviem fogaças aos familiares e amigos que se encontram longe.

 

fogaças de santa maria da feira

IN: https://cm-feira.pt/

 

Santa Maria da Feira, Cidade Criativa da Gastronomia (2021)

A Gastronomia desempenha um papel relevante na atratividade de Santa Maria da Feira, sendo uma das componentes essenciais e mais valorizadas da sua oferta turística, destacando-se não apenas a doçaria com a Fogaça, os Caladinhos, ou os Doces dos Coimbra, mas também uma gastronomia diversificada e de grande qualidade, com recurso a produtos endógenos. Com um formato arredondado, e quatro bicos que representam os quatro coruchéus da torre de menagem do Castelo, a Fogaça da Feira, ícone da doçaria regional, é produzida diariamente em várias casas de fabrico do Concelho e distingue-se por tradicionais aprestos, quer no preparo, quer na forma como vai ao forno. Santa Maria da Feira oferece ainda por todo o Concelho, mas especialmente no centro histórico da cidade, uma grande oferta e diversidade de restaurantes de qualidade, desde os mais tradicionais aos mais exclusivos, em que a criatividade é omnipresente, quer a nível da produção ou recriação das receitas, da apresentação dos pratos ou da própria gestão dos espaços ou qualidade do atendimento.

Fonte: https://unescoportugal.mne.gov.pt/pt/

 

Rede de Cidades Criativas da UNESCO

O projeto, lançado em 2004, tem como objetivo promover a cooperação entre cidades do mundo que possuem como característica comum o uso da criatividade para promoção de desenvolvimento urbano sustentável. Atualmente a rede é composta por 246 cidades e abrange sete áreas criativas: artesanato e artes folclóricas, design, cinema, gastronomia, literatura, media e música.

 

Imagens: CM Santa Maria da Feira