//Sabe (mesmo) quem é o Enólogo?

Sabe (mesmo) quem é o Enólogo?

O enólogo tem ‘Estatuto Profissional’ e é muito mais do que o ‘fazedor’ do vinho que elogiamos ou criticamos.

A 11 de novembro (S. Martinho) assinalou-se o ‘Dia Nacional do Enólogo’, instituído pela Associação Portuguesa de Enologia (APE), que este ano decidiu comemorar este dia, embora apenas a 29 de novembro, em Torres Vedras.
A comemoração do 35.º Dia Nacional do Enólogo aconteceu na Quinta da Póvoa, também conhecida como “Wellington Nest”, ou seja, o quartel-general do duque de Wellington, aquando da terceira invasão napoleónica a Portugal.

Mas afinal, quem é o enólogo?

A Lei n.º 59/2009 de 5 de agosto que aprovou o Estatuto do Profissional de Enologia define o enólogo como “o profissional que, possuindo os conhecimentos científicos e técnicos adequados aos níveis profissionais nela estabelecidos, é capaz de acompanhar todas as operações, desde a cultura da vinha até ao engarrafamento, incluindo a colheita das uvas, os processos de vinificação, armazenamento e envelhecimento, supervisionando e determinando todas as práticas necessárias a garantir a qualidade do vinho, abrangendo os diferentes momentos da elaboração e os diversos tipos de vinho ou produtos vitivinícolas.”

E também de desempenhar, nomeadamente, as seguintes funções:
a) Aplicar os conhecimentos científicos e técnicos adquiridos e os constantes de textos científicos;
b) Proceder à pesquisa tecnológica;
c) Colaborar na conceção do material utilizado em enologia e no equipamento das adegas;
d) Colaborar na instalação, na cultura e tratamento das vinhas;
e) Assumir a responsabilidade da elaboração do mosto de uva, do vinho e dos produtos derivados da uva, assegurando a sua boa conservação;
f) Proceder às análises físico -químicas, microbiológicas e organoléticas dos produtos referidos na alínea anterior e interpretar os seus resultados;
g) Cumprir as normas aplicáveis à higiene e segurança dos géneros alimentícios.

A grande maioria dos enólogos, atualmente, vão muito para além das funções acima enumeradas atuando, nomeadamente, no apoio comercial e de marketing através da presença em eventos promocionais e apresentações técnicas, ou mesmo colaborando na gestão, principalmente no caso de pequenas empresas e cooperativas.

No Estatuto do Profissional de Enologia são estabelecidos três níveis profissionais:
a) Auxiliar de enologia; b) Técnico de enologia; c) Enólogo.

www.apenologia.pt