//Região da Bairrada convida para vindimas
vindimas

Região da Bairrada convida para vindimas

Está aberta a época das vindimas e a região da Bairrada, conhecida pela forte vertente de produção de espumantes, para os quais as uvas devem ser vindimadas com mais acidez, tem um convite para aos amantes da vinha e do vinho.

Entre os meses de agosto e outubro, há programas temáticos desenhadas pela Rota da Bairrada e pelas Caves São João, experiências que dão a conhecer a região da Bairrada, as suas gentes, a gastronomia e vinhos e que integram a Aliança Vinhos de Portugal e as Caves São Domingos.

Mas vejamos estes programas mais em detalhe.

 

Um dia ‘Na Rota das vindimas da Bairrada’

O programa da Rota da Bairrada, intitulado ‘Na Rota das vindimas da Bairrada’ convida os enoturistas a “vestir a camisola”, participando no dia-a-dia das gentes da Bairrada nesta que é uma época tão especial. Sempre na companhia de um guia Bairrada, esta é uma experiência que dá a oportunidade de conhecer as castas mais autênticas da região, sentir o solo nos pés e descobrir a arte de vindimar. Este programa, cujo produtor muda em função da oportunidade de se participar na vindima, tem início às 10h00, com receção dos participantes no Espaço Bairrada da Curia e sede da Associação Rota da Bairrada, junto à Estação de Comboios. Já reunidos, seguem para a vindima. Às 12h30 é tempo de fazer uma pausa, ali mesmo, na vinha, para um piquenique com leitão e doces regionais. As atividades são retomadas por volta das 14h30, com visita guiada a uma adega ou cave bairradina. O programa termina no ponto de partida, com uma harmonização bem típica: espumante e um ‘amor da Curia’.

Marcação e mais informações: 231 503 105 ou geral@rotadabairrada.pt

 

Caves São João estreia dois programas vindimas na Quinta do Poço do Lobo

A empresa Caves São João propõe-lhe partir à descoberta da Quinta do Poço do Lobo, propriedade com 30 hectares de vinha e sete hectares de bosque e olival, inseridos numa paisagem única em Cantanhede. É neste local mágico e repleto de histórias que o produtor bairradino desenhou dois programas. Ambos têm as ruínas do antigo lagar como ponto de partida, onde os participantes recebem chapéu, balde, luvas e tesoura de vindima. Diferem na forma de terminar o programa, um, mais completo, com um ‘picnic no bosque’ e o outro, mais ligeiro, com um ‘brinde na eira’.

Marcação e mais informações: Contactos: 234 743 118 ou geral@cavessaojoao.com

 

Caves Aliança – Vindimas na Bairrada ‘A Tradição’

O programa da Aliança Vinhos de Portugal tem início nas Caves com o mesmo nome, em Sangalhos. É dali que os participantes partem para a vinha, onde são formadas equipas e lhes é entregue o material necessário para o corte das uvas, uma tesoura e um balde. A manhã não termina sem um lanche, ao qual se segue uma visita, que vai da adega, onde acompanham o processo de receção das uvas nos tegões e sua transformação em mosto ao Aliança Underground Museum.

Marcação e mais informações: 234 732 045 ou visitas@alianca.pt

 

Caves do Solar de São Domingos propõe roteiro vitivinícola na Bairrada em tempo de vindimas

De há uns anos a esta parte, o produtor Caves do Solar de São Domingos organiza programas alusivos aos trabalhos da vinha ao longo do ano, sendo os mais emblemáticos o da poda, no inverno, e o de vindimas, nesta altura, dando assim a oportunidade a quem neles participa de contactarem de perto com a realidade da vinha e do vinho, admirando ainda mais este que é um sector de forte importância para o país, cultural e economicamente. O programa de vindimas começa às 09h30, com ponto de encontro marcado no Espaço Bairrada da Curia, junto à Estação de Comboios. Os participantes seguem, em carro próprio, para a Quinta de S. Lourenço, onde começa a atividade propriamente dita, seguindo para Óis do Bairro para descobrirem outra emblemática vinha deste produtor e, depois, para São Mateus, onde lhes é servido um espumante de honra e aperitivos diversos. Esta experiência continua já nas Caves do Solar de São Domingo, às 12h30, com visita às galerias e visualização do processo de estágio dos espumantes. O almoço é servido pelas 13h30 e o menu inclui o típico leitão assado à Bairrada, acompanhado de batata frita e pão da Mealhada, e termina com ‘Amor(es) da Curia’. A harmonização é feita com espumantes, vinhos DO Bairrada e aguardente São Domingos.

Marcação e mais informações: 231 519 680 ou info@cavesaodomingos.com

 

Para todos os programas a marcação é obrigatória e está sujeita a disponibilidade.

Região da Bairrada – produção e certificação de vinhos em aumento

Com a época das vindimas a chegar, para além dos diversos programas que convidam os enoturistas a conhecer região da Bairrada é tempo de fazer balanços. A Comissão Vitivinícola da Bairrada prevê uma produção de cerca de 181 mil hectolitros e regista um aumento na certificação de vinhos de 10%, no primeiro semestre deste ano, face ao mesmo período em 2021. Apesar das ondas de calor que se fazem sentir no país, a região prevê manter a produção do ano anterior.

Para Pedro Soares, Presidente da Comissão Vitivinícola da Bairrada, as condições climáticas ‘felizmente não tiveram grande impacto na nossa região. A consequência da pouca chuva e muito calor poderá evidenciar-se através de uma vindima mais precoce que o habitual. Existe menor quantidade de água nos solos, no entanto, e atendendo à forte influência atlântica de que a Região beneficia, as manhãs mais frescas têm favorecido o desenvolvimento regular das uvas, pelo que podemos afirmar que a qualidade e quantidade dos vinhos da Bairrada se vai manter na vindima 2022/2023.’

A aposta na certificação tem aumentado também nesta região. Face ao período homólogo do ano anterior, de janeiro a junho de 2022, a Comissão Vitivinícola da Bairrada verifica um aumento de 10% na certificação dos vinhos da região que valida e, garante ao consumidor, que os vinhos são feitos com uvas produzidas na região sob a denominação de origem DO Bairrada ou IG Beira Atlântico.