//‘Pudinno’ é… pudins gourmet

‘Pudinno’ é… pudins gourmet

Abriu em Campo de Ourique (Lisboa) e apresenta-se como “a primeira boutique de pudins gourmet em Portugal”.

Quando veio para Portugal, a gestora brasileira Adriana Moraes (Drica), com décadas de carreira no mercado financeiro, nunca imaginou que a sua paixão por doces iria tornar-se o seu próprio negócio.

Um dia, Francisco Costa, namorado e atual sócio de Drica desafiou-a a preparar um prato típico brasileiro que não fosse muito doce. Ela viajou no tempo e trouxe da sua memória o pudim de leite condensado, sobremesa que a sua avó e mãe costumavam fazer nos almoços de família. A mesma que, ainda miúdo, o seu irmão comemorava ao ver: “chegou o ´puddino`!”. O Francisco ficou fã do doce e apresentou-o aos amigos até que Drica começou a receber pedidos para todos os eventos dos quais participava.
Algum tempo depois, a cozinha de casa já era pequena para as encomendas e Francisco, que já tinha experiência como empresário de lojas de brinquedos, decidiu investir no negócio.

“No Natal passado, tive que comprar um frigorífico novo porque não cabiam mais no de casa.
O início foi difícil, passei noites em claro, mas quando percebi, já estávamos a vender todas as semanas e as pessoas já conheciam a marca”, comenta Adriana.
“Lembro muito da minha avó debruçada no lume a furar o pudim com o palito para conferir o ponto certo. Depois, passávamos horas a fio reunidos à volta da mesa. O pudim tem esse poder de reunir as pessoas. A minha ideia é resgatar isso”, diz ela.
A boutique conta com 9 sabores: clássico (leite condensado), café, laranja, coco, limão, nutella, chocolate belga, baunilha, pistachio. Drica está sempre a testar novas receitas, mas assume que o campeão de vendas continua a ser o de leite condensado. “Chamo de leite condenado. Está destinado a ser sempre o escolhido”, brinca.

O doce é preparado “sem furinhos” porque, segundo ela, a sobremesa tem como origem o ´crème caramel`, um doce francês parecido com o pudim brasileiro cuja textura é muito macia. Por isso, os experts em confeitaria defendem que o resultado deve ser assim: lisinho.
A produção dos pudins da boutique é artesanal e os produtos não têm nenhum tipo de aditivo, corante ou conservante. Além do consumo na loja e do sistema take-away (Puddino to Go), a entrega ao domicílio é gratuita na Grande Lisboa e Cascais. Os tamanhos individuais vão de €2,80 a €4; os médios de €15 a €28 e os grandes de €23 a €36.

Contacto: + (351) 961 833 051 ou info@puddino.pt
Horários: Aberta: De terça a sexta, das 10h às 19h e aos sábados, de 10h às 16h. Encerrada: de domingo a segunda.