//Primeiro selo de produção sustentável

Primeiro selo de produção sustentável

Herdade dos Grous, em Beja, é o primeiro produtor de vinho, em Portugal, a obter esta certificação.

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) anunciou a atribuição do selo de produção sustentável à Herdade dos Grous, que se torna, assim, o primeiro produtor de vinho, em Portugal, a obter a certificação inédita.
“Hoje damos início a uma nova era no setor vitivinícola nacional. A atribuição deste selo é passo histórico para o Alentejo e para o país, referiu João Barroso, coordenador do Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA).

A certificação de produção sustentável é atribuída por quatro Organismos Certificadores (Bureau Veritas, Certis, Kiwa Sativa e SGS) que estão a trabalhar em colaboração com a CVRA. A certificação, lançada em agosto, dá direito à atribuição de um selo, único no setor vitivinícola português.

A escolha de castas mais resilientes; a implementação de práticas agrícolas que potenciam a proteção dos solos e a promoção da biodiversidade; o uso eficiente de energia e de água; o recurso a energias renováveis, e a materiais mais sustentáveis na embalagem dos produtos; assim como as iniciativas de responsabilidade social que envolvem, não só os colaboradores, mas também a comunidade local, foram aspetos fundamentais para a atribuição do selo de certificação sustentável à Herdade dos Grous.
Os Organismos Certificadores avaliaram, ainda, algumas das práticas implementadas como a promoção da paisagem agrícola em mosaico, mantendo e incrementando a biodiversidade; a manutenção e reflorestação do montado; a criação de sementeiras de pastagens permanentes biodiversas; o olival, as áreas de pousio; e a promoção de bancos de habitats para polinizadores.

Luís Duarte, gerente e enólogo da Herdade dos Grous, afirmou que “é com grande alegria que vemos toda a nossa dedicação e cuidado na produção sustentável, um trabalho de toda a equipa ao longo de anos, ser reconhecida oficialmente!”

A certificação integra o PSVA, uma iniciativa pioneira no setor em Portugal, que conta já com 426 membros associados, que representam mais de 40% da área de vinha do Alentejo, e que consideram que as políticas ambientais são favoráveis, também do ponto de vista económico, uma vez que a implementação de planos de monitorização de água e luz permite uma redução de cerca de 20% e de 30% nos consumos, com as devidas poupanças associadas.
Para além da Herdade dos Grous, atualmente vários produtores estão a trabalhar no sentido de serem reconhecidos com a certificação de produção sustentável. Durante o ano de 2021 é expectável que outros produtores se juntem à Herdade dos Grous nesta certificação, passando a ostentar o selo de certificação.