//Prédios com nomes de vinhos

Prédios com nomes de vinhos

Em Setúbal existem prédios (condomínios) batizados com nomes de marcas de vinhos.

Poderia ser uma ideia aplicada em Setúbal, cidade do rio Azul, e usar em vez de marcas, os nomes das principais castas vínicas daquela região como Moscatel, Castelão ou Fernão Pires. Mas na verdade a Setúbal a que nos referimos fica na Zona Sul da cidade de Recife, no Brasil, onde uma construtora tinha, há uns anos, como característica batizar os prédios que construía com nomes de marcas de vinhos.

A curiosa ‘história’ foi contada por Nadezhda Bezerra no site daquela região www.poraqui.news que conversou com o engenheiro Roberto Cacho Leite, antigo funcionário da empresa construtora Conac, com o objetivo de perceber o motivo o motivo dessa opção que acabou por “virar marca da construtora” como se refere no texto.
“Quem não gosta de um bom vinho? Mas a escolha se deu como estratégia de marketing. Era preciso fazer algo para que se reconhecesse de cara que ali era uma obra Conac. Além de que nomes de vinhos davam um ar de refinamento aos prédios. Então a Conac acabou conhecida como ‘aquela dos prédios como nome de vinhos’”, explicou o engenheiro.

Esta opção da empresa resultou de tal forma que os moradores de cada prédio e do bairro acabavam por manifestar grande curiosidade e tentar adivinhar qual seria o vinho escolhido para ‘batizar’ o próximo condomínio (prédio). E Roberto contou ainda que os primeiros edifícios receberam os nomes das filhas do casal de proprietários que depois optaram por nomes de marcas de vinhos como Marjolet, Forestier, Barão de Lantier, entre tantos outros.

 

A região de Recife, no Estado de Pernambuco, não é tradicional produtora de vinhos, sendo o Vale de S. Francisco, que integra aquele estado, a região mais próxima onde se desenvolve a vitivinicultura. Refira-se ainda, a título de curiosidade, as regiôes de origem: ‘Baron de Lantier’ e ‘Forestier’, de Garibaldi – Serras Gaúchas e ‘Marjolet’, da região de Bento Gonçalves

A ‘Setúbal brasileira’
O bairro de Setúbal é uma subdivisão informal da área mais meridional do bairro de Boa Viagem, no município do Recife, capital do estado de Pernambuco.
No Diário de Pernambuco, em finais de 2018 era assim que os moradores definiam a «Setúbal brasileira»:
“Setúbal é um bairro bem completo. Tem farmácia, padaria, mercadinho, academia, curso de inglês. O que a gente procura tem”, enfatizou Degiglauce Lima, 40 anos, professora de inglês. “Nós temos a praia, os quiosques e o Parque Dona Lindu”, resumiu a aposentada Degivane Nascimento Lima, 70 anos, moradora da beira-mar de Boa Viagem.

Foto: Nadezhda Bezerra