//Porto com meio século está no mercado

Porto com meio século está no mercado

O Taylor’s Single Harvest 1970 já se encontra disponível com um PVP recomendado de 300€.

o sétimo da série de edições limitadas de vinhos do Porto com meio século, o Taylor’s Single Harvest 1970, já pode ser encontrado em algumas das melhores garrafeiras do país.

Desde 2014 que a Taylor’s, emblemática casa de Vinho do Porto, partilha com o mercado alguns exemplares das suas extensas reservas de vinhos do Porto envelhecidos em madeira, preservados com paciência e mestria nas icónicas Caves em Vila Nova de Gaia durante meio século. São já sete edições limitadas, pensadas para os verdadeiros amantes da arte do envelhecimento do Vinho do Porto e colecionadores de todo o mundo.

O último a ser apresentado é o Taylor’s Single Harvest 1970, lançado para o mercado num ano atípico e que dificilmente será esquecido. Talvez por esse motivo seja reforçado o pretexto de o abrir durante os brindes especiais do ano como, por exemplo, uma celebração de 50 anos, que se pretende memorável. Apesar da idade, este é um vinho que está pronto a ser consumido, recomendando-se um serviço entre 12 e 16ºC.

A sua textura suave e aveludada abre caminho a um opulento sabor a café e caramelo, com notas de noz e casca de laranja cristalizada, mas com uma notável frescura conferida pela viva acidez. Elegante a cada toque, termina longo e persistente. Acompanha de forma sublime sobremesas, nomeadamente com sabores de figos, amêndoas e caramelos, leite-creme ou uma taça de morangos frescos. Também pode – e deve – ser apreciado sozinho, no final da refeição, com algumas nozes ou outros frutos secos.

O Taylor’s Single Harvest 1970 já se encontra disponível com um PVP recomendado de 300€.

Sobre a Taylor’s:
A Taylor’s é uma das primeiras e históricas casas de vinho do Porto, tendo sido estabelecida em 1692. Empresa familiar desde a sua fundação dedica-se exclusivamente à produção de vinhos do Porto de grande qualidade, desde o plantio da vinha e cultivo das uvas à elaboração, envelhecimento e engarrafamento dos lotes de vinhos. O compromisso da família com o futuro do vinho do Porto é também demonstrado na sua determinação em preservar o ambiente único da região do Douro, através da promoção de uma viticultura sustentável e responsável.