//Porto já tem ‘Fábrica do Azeite’
fabrica do azeite porto

Porto já tem ‘Fábrica do Azeite’

Abriu portas no Porto, a Fábrica de Azeite, um espaço amplo com um lagar compacto onde é possível conhecer o processamento da azeitona e fazer a prova do ‘ouro verde’.

A Fábrica do Azeite está localizada na Rua Ferreira Borges e um dos pormenores distintivos da mesma reside num lagar compacto, que permite aos clientes ver a produção do azeite in loco, desde a entrada da azeitona até à saída do líquido, e fazer a prova imediatamente a seguir.

O estabelecimento divide-se entre zonas lúdicas e zonas comerciais de várias marcas e produtos gourmet, sobretudo transmontanos e durienses, mas também de outras zonas do País, para venda e degustação, como mel, os queijos, os vinhos, os frutos secos e as compotas, de origem biológica. Criado pela marca portuguesa de azeite biológico, Acushla, o azeite biológico de Trás-os-Montes e de Alto-Douro é a figura principal deste novo espaço, sobretudo da marca Acushla (que sai da Quinta do Prado, em Vila Flor).

fabrica do azeite

Entre a vasta oferta encontra-se o mel, os queijos, os vinhos, os frutos secos e as compotas, de origem biológica e com a qualidade como fator de eleição.

A decoração do espaço ficou a cargo do gabinete Stylelab, que aposta nas tonalidades naturais, com uma estética mais industrial na zona do lagar e que pretende proporcionar uma segunda vida a vários produtos industriais recondicionais. A aposta na criação deste espaço em pleno coração do Porto deve-se ao facto do azeite de Trás-os-Montes ser considerado um produto de Denominação de Origem Protegida (DOP) que está a viver uma fase de sucesso, notando que as vendas subiram cerca de 23% no ano passado, passando a representar 30 milhões de euros para a economia nacional.

Para o administrador da Acushla, Joaquim Moreira: “A Fábrica do Azeite existe para dar destaque transversal ao azeite, uma das culturas mais proeminentes da região, e que é fundamental para a sua economia. Este investimento surge na linha da estratégia de expansão da nossa marca, mas pretende também servir de vitrina para outras marcas transmontanas e durienses, inclusivamente de azeite”.

Nos últimos quatro anos, a Acushla, ganhou mais de 50 medalhas e distinções (acima de 100 galardões em 15 anos), nos principais concursos internacionais de azeite, em paragens como a Suíça, Itália, Japão, China, Estados Unidos da América, Reino Unido, Grécia, Israel, Argentina, Dubai, Brasil, França, Alemanha, Canadá, Espanha e, também, Portugal.

Sobre a Acushla

A oliveira sempre fascinou Joaquim Moreira, o mentor do projeto. Foi fruto desta paixão que este empresário da área têxtil e da moda, e que passou grande parte da sua vida profissional em grandes centros urbanos, trabalhando ao ritmo frenético que as cidades impõem, decidiu acarinhar um projeto alternativo, ligado à terra e em total respeito pela natureza. Foi nos terrenos da Quinta do Prado, em Vila Flor, localizada na região de Trás-os-Montes e Alto Douro, que Joaquim Moreira, após muito empenho no estudo sobre as áreas com elevadas potencialidades para a produção olivícola em Portugal, encontrou o local ideal para produzir um azeite de excelência.

Com 14 hectares de olival centenário e 200 hectares de olival novo, a quinta tem aproximadamente 70.000 oliveiras, que quando atingirem a sua maturação produzirão cerca de 350.000 litros de azeite, sendo uma das maiores áreas de produção em sistema biológico na região de Trás-os-Montes e Alto Douro.

De facto, sendo a preocupação ambiental e a contribuição para um mundo mais sustentável um dos pilares do projecto Acushla, elegemos a agricultura em modo biológico, em que o olival é cultivado mediante técnicas que respeitam os ciclos de vida naturais e reduzem o impacto ambiental, excluindo, por exemplo, o uso de pesticidas e outros químicos, e em respeito absoluto pelos trâmites definidos pelo modo de produção biológica, previstos na legislação europeia e americana do sector.