//Papa condena desperdício de alimentos

Papa condena desperdício de alimentos

Francisco  lembrou que “existe uma enorme multidão que sofre com a fome e é cruelmente castigada pela pobreza”.

“É essencial educar as crianças e os jovens para se alimentarem de forma saudável e não apenas para comer”, foi uma das mensagens enviadas por Francisco aos participantes no Dia de Estudo ‘Água, alimentos e agricultura. Vamos construir o amanhã’, um evento promovido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) que decorreu na Universidade Politécnica de Madrid (Espanha).

O pontífice explicou que educar as crianças para que se alimentem corretamente “envolve saber o valor dos alimentos, deixar o consumismo frenético e compulsivo e fazer da mesa um lugar de encontro e fraternidade, não apenas espaço para ostentação, resíduos ou caprichos”.

Francisco disse ainda na sua mensagem que “embora a terra tenha recursos para todos, tanto em quantidade como em qualidade, uma enorme multidão sofre com a fome e é cruelmente castigada pela pobreza”.

“Para erradicar esses males, bastaria eliminar as injustiças e as desigualdades e colocar no seu lugar políticas futuras e de longo alcance, eficazes e coordenadas”, acrescentou.

Na sua mensagem o papa lamentou também que, embora “a água seja essencial, infelizmente nem todos têm acesso a ela” e exortou “a que seja melhor distribuída e gerida de forma sustentável e racional”.

Para o Papa, é necessária “uma sociedade que coloca os seres humanos e os seus direitos fundamentais no centro, sem deixar arrastar-se por interesses questionáveis que só enriquecem alguns e, lamentavelmente, sempre os mesmos”.

“Esse também será o caminho para garantir que as gerações futuras encontrem um mundo harmonioso sem brigas, com os recursos necessários para desfrutar de uma vida plena e digna”, acrescentou Francisco.