//País da cerveja ‘cresce’ na produção de vinho

País da cerveja ‘cresce’ na produção de vinho

Sim, estamos a falar (escrever) da Bélgica, cuja ‘tradição de cerveja’ foi declarada pela UNESCO, em 2016, Património Imaterial da Humanidade.

No ano anterior (2015) um relatório identificava a existência de cerca de 200 fábricas de cerveja (de várias dimensões) e mais de 1500 tipos de cerveja, o que num país tão pequeno é surpreendente.

Pois neste pequeno país europeu a área plantada de vinha cresceu quase cinco vezes em cinco anos, passando de 80 hectares para 350 atualmente. Há já quem fale no aquecimento global para explicar o aumento da quantidade e até da qualidade produzida.

Jean-Bernard Despatures, um enólogo e produtor belga em declarações à euronews, atribuiu a melhoria da produção a vários fatores, entre os quais o envelhecimento das vinhas e um maior conhecimento de técnicas para as tratar, bem como um melhor conhecimento dos solos.

Despatures acrescentou que “e preciso ter bons solos, e nós temos, boas condições climáticas, mas é preciso, também, ter bons conhecimentos, que não se improvisam. É preciso conhecer a teoria, mas também ter muita prática. Com esses fatores e o envelhecimento das videiras, começamos a ter um ecossistema de vinho belga que não existia há 20 ou 25 anos”.

Produzir um milhão de garrafas num país que consome 300 milhões é uma gota de vinho no oceano do mercado belga, mas existe vontade e ao que parece agora também melhores condições para que a produção continue a crescer.

 

Foto de Capa: studioclio.com.br  (Instituto de Arte e Humanismo)