//Os ‘melhores’ dos vinhos, gastronomia e enoturismo
os melhores do ano

Os ‘melhores’ dos vinhos, gastronomia e enoturismo

A vila de Ponte de Lima, a Quinta do Monte D’Oiro e a marca cabeça de Toiro foram alguns dos premiados no evento da Revista de Vinhos ‘Os Melhores do Ano’.

A 25ª edição do evento ‘Os Melhores do Ano’ pela Revista de Vinhos, difundido no passado dia 10 de fevereiro nas páginas da publicação nas redes sociais e no canal de YouTube, teve lugar no hotel Crowne Plaza, no Porto, numa cerimónia presencial limitada, apresentada por Maria Cerqueira Gomes e José João Santos.

No Evento que premiou um conjunto de personalidades e projetos, foram vários os grandes protagonistas de 2021 na área dos vinhos, gastronomia e enoturismo, nomeadamente a Quinta do Monte D’Oiro, a Murganheira, famosa pelos espumantes que elabora em Távora-Varosa, considerada ‘Empresa do Ano’, a marca Cabeça de Toiro que conquistou o estatuto ‘Marca do Ano’ e o chef Alexandre Silva, do estrela Michelin Loco e de O Fogo, em Lisboa, que foi considerado ‘Chefe de Cozinha do Ano’.

Um ano depois ter sido considerada ‘Enóloga do Ano’, Filipa Pato, ao lado de William Wouters, viu o seu espumante Nossa Solera Desde 2001 Extra Bruto, elaborado na Bairrada, ganhar o prémio ‘Vinho do Ano’ e José Roquette, mentor do Esporão, projeto que contribuiu para a revolução dos vinhos do Alentejo e que se prepara para celebrar 50 anos, recebeu em mãos o ‘Prémio Homenagem’.

Nuno Mira do Ó, autor dos Druida e consultor em diferentes produtores, destacou-se como ‘Enólogo do Ano’ e Anna Jorgensen, que está a revolucionar os vinhos da herdade da família no Alentejo, Cortes de Cima, mereceu o reconhecimento ‘Enólogo Revelação do Ano’.

Foram ainda revelados os ‘30 Vinhos Excelência’ de Portugal eleitos pelo Painel de Provas da Revista de Vinhos, que avaliou mais de 3.000 vinhos durante o ano de 2021. Desse trabalho resultou outra novidade de ‘Os Melhores do Ano’ pela Revista de Vinhos, o ‘TOP Boas Compras’, uma seleção de 10 vinhos que obtiveram o selo ‘Boa Compra’, de acordo com vários critérios. O grande vencedor, que arrecadou o selo ‘Compra do Ano’ foi o Vinha Grande 2019, tinto do Douro elaborado pela Sogrape Vinhos.

Na noite que consagrou os melhores do vinho e da gastronomia, a vila de Ponte de Lima recebeu a distinção de ‘Destino Gastronómico do Ano’, pela diversidade e qualidade da oferta da restauração.

Para o vice-presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Paulo Sousa, esta distinção “é o reconhecimento do investimento e trabalho de mais de uma centena de empresários da restauração e dos produtores de vinho do concelho que contribuem para a dinamização turística e económica da vila mais antiga de Portugal”.

Já o diretor da Revista Vinhos, Nuno Guedes Vaz Pires, sustentou: “os prémios da Revista de Vinhos são um elogio ao melhor que o sector tem: as pessoas e os projetos que nos fazem ir mais além, enquanto País”.

 

Veja aqui a lista completa dos melhores do ano: https://www.revistadevinhos.pt/noticias/conheca-os-melhores-do-ano-da-revista-de-vinhos