//Oeiras ‘Capital Europeia da Cultura Gastronómica’

Oeiras ‘Capital Europeia da Cultura Gastronómica’

Assinado protocolo entre o município de Oeiras e a Comunidade Europeia da Cultura Gastronómica.

Oeiras apresentou-se como Capital Europeia da Cultura Gastronómica e assumiu o objetivo de consolidar este concelho como um centro gastronómico permanente a nível internacional.
Esta ‘nomeação’ surge na sequência de um protocolo assinado entre o município de Oeiras e a Comunidade Europeia da Cultura Gastronómica , cuja sede ficará instalada num espaço disponibilizado para o efeito no Palácio do Marquês de Pombal.

A Comunidade Europeia, que foi fundada por José Bento dos Santos, da Academia Internacional de Gastronomia e o espanhol Rafael Anson, presidente da Real Academia de Gastronomia de Espanha, é detentora da marca ‘Capital Europeia da Cultura Gastronómica’, que realizou uma primeira iniciativa em 2019, em Cracóvia.

Na sequência desta parceria e com especial incidência na atividade a desenvolver no âmbito da Capital Europeia a decorrer em Oeiras estão previstos vários eventos, dentro da estratégia de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 e da Agenda Europeia “From Farm to Fork”.
De acordo com o jornal Público nos projetos futuros inclui-se a criação de um Observatório Nacional de Gastronomia e a candidatura a sede do Observatório Europeu de Gastronomia, com tudo isto a fazer parte de “um ciclo de dinâmicas que nos levam à candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027, que vamos apresentar em novembro”, revelou Jorge Barreto Xavier, diretor municipal da Educação, Desenvolvimento Social e Cultura e comissário da candidatura de Oeiras a Capital Europeia da Cultura 2027.

Para já, em novembro próximo realizar-se-á o Congresso dos Cozinheiros, organizado pelas Edições do Gosto e em dezembro, um congresso internacional online para debater o tema ‘Do Campo e do Mar para a Mesa’.

O compromisso entre o Município de Oeiras e a Comunidade Europeia da Cultura Gastronómica foi firmado em protocolo no passado dia 9 de outubro pelo presidente da Câmara Municipal, Isaltino Morais, e pelo co-presidente da Comunidade Europeia José Bento dos Santos, em sessão de apresentação na qual esteve presente também Miguel Poiares Maduro, ex-ministro de Passos Coelho e Duarte Calvão, que já foi diretor do festival Peixe em Lisboa.

“Estou muito entusiasmado com o acolhimento desta iniciativa, sobretudo porque procura ir mais além do que vulgarmente consideramos gastronomia e toca ao tema da alimentação. Se esta iniciativa puder contribuir para que os produtos portugueses sejam melhor conhecidos, os portugueses possam usufruir da sua qualidade e ainda conseguirmos educar as pessoas do ponto de vista alimentar, então terá valido a pena”, afirmou Isaltino Morais.