//O vinho e o Halloween
rotulos de vinho assustadores

O vinho e o Halloween

Mundo do vinho acompanha o Halloween com rótulos ‘assustadores’ para o dos adultos.

‘Doçura ou travessura?’ perguntam as crianças quando batem à porta dos seus vizinhos no Halloween, um feriado ‘importado’ da América que tem ganho cada vez mais adeptos em Portugal. Mas e os pais? De que forma festejam enquanto esperam que os mais novos regressem a casa com o seu saco cheio de doces?

No Halloween passado, na Argentina, não faltaram propostas de vinhos cujos produtores associaram às suas marcas lendas, fantasmas e relatos sombrios. Estes vinhos com rótulos assustadores para degustar sob a tenebrosa luz das velas revelaram-se uma ótima estratégia de marketing para esta festividade.

Algumas Propostas de ‘Hallowines’ para degustar à luz das velas foram as seguintes:

Jinete sin Cabeza (“Cavaleiro sem Cabeça”) Cabernet Franc

O conto é universal e em quase todos os povos do mundo existe a lenda de um louco que vem reparar uma injustiça, aquela pela qual foi decapitado. A proposta foi para um Cabernet Franc que prometia fazer perder a cabeça e o Pueblo Dormido, o seu produtor, optou por etiquetas inspiradas no conto de Washington Irvin ‘A Lenda do Cavaleiro sem cabeça’ (Sleepy Hollow).

Alchimia de Los Andes Red Blend

Inspirada no cinema de terror dos anos 1950, esta etiqueta ilustra um encapuzado sem rosto que agita uma taça de tinto numa noite de lua cheia, com grandes nuvens negras de fundo. Este vinho produzido a partir das castas Corte de Malbec e Cabernet Franc, ostenta um rótulo com as escritas “intrigante e misterioso Red Blend”.

Chamán Malbec

Para os antigos habitantes da Sibéria, o Xamã conectava os mundos com as suas visões. O termo aplica-se a muitos animistas que viajam, em estado de transe, por diversas dimensões e mundos. Este Malbec elaborado em La Consulta, Mendoza, não causou visões, mas o rótulo que retrata uma espécie de Xamã revelou-se bastante sugestivo.

rotulos de vinhos assustadores

Big Bat (Grande Morcego) Cabernet Sauvignon

Os morcegos gigantes tiveram destaque neste rótulo entre os hallowines argentinos. O rótulo teve origem nas memórias de travessuras de infância de Rodolfo “Opi” Sadler, o enólogo autor, que contou que na adega familiar existia um porão cheio de morcegos e que o seu divertimento era bater na porta e vê-los sair numa correria desordenada pela claraboia. Quando nomearam o vinho na Mascota Vineyard, escolheram esta ‘mascote’ particular da infância deste enólogo, o grande morcego, para o Cabernet.

rotulos de vinho assustadores

 

Vinyes Ocults Malbec-Cot

Para os aficionados das máscaras de Catch e das caveiras, este Malbec com maceração carbónica mostra no rótulo um esqueleto ao sol, entre fieiras, que observa uma taça de vinho. O resultado é uma garrafa com um efeito bastante truculento.

rotulos de vinho assustadoresvinyes ocults

El Veneno de Dios (O Veneno de Deus) Blend

Este corte elaborado pelo enólogo iconoclasta Lucas Niven ostenta um rótulo que remete para Samael, o anjo caído, cuja tradução do hebraico antigo seria “Veneno ou Cegueira de Deus”. Em qualquer interpretação, Samael desceu para a terra para semear discórdia, o conhecimento ou o desdém. Inclusive, para os mais drásticos intérpretes, é quem coloca o veneno da morte nos lábios dos mortais.

 

Imagem: blog.winesofargentina.com

 

Marta Brescianini