//O Chefe Silva e as Confrarias Gastronómicas (I)

O Chefe Silva e as Confrarias Gastronómicas (I)

Excertos de depoimentos de confrarias gastronómicas que o Chefe Silva integrava.

Por ocasião da edição, em 2008, da Biografia ‘Chefe Silva – O Sr. Tele Culinária’, que estamos a publicar desde outubro, foram recolhidos depoimentos das confrarias – indicadas pelo próprio – a que o biografado estava ligado.

Eis os excertos da primeira de três edições semanais.

Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas

“…os Orgãos Sociais da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas deliberaram por unanimidade, atribuir-lhe a distinção de Associado Honorário…”

Nos últimos anos, as Confrarias Gastronómicas tiveram o privilégio de marcar presença nos seus programas, oportunidade única de promoção dos produtos, das Regiões e acima de tudo do receituário português, construindo assim uma imagem, perante o grande público, de instituições com carácter eminentemente cultural e especialmente atentas a um Património imaterial que importa preservar, sendo obrigação de todos.
A empatia que se foi gerando entre o Chefe Silva e as Confrarias Gastronómicas Portuguesas fez dele Confrade Efectivo e de Mérito de muitas delas, distinções que naturalmente engrandecem quem as atribui, pois passam a contar entre os seus, com uma das referências mais importantes da Cozinha Portuguesa,

CEUCO- Conselho Europeu de Confrarias

“…foi uma honra poder apresentar à Europa a obra deste Português de Amares…”

Na edição de 2006, o Chefe Silva foi agraciado com o Prémio AURUM, na modalidade de melhor obra de investigação sobre Gastronomia Tradicional.
Foi uma maneira singela de dar a conhecer aos restantes países europeus que integram o CEUCO e que participaram no Congresso Europeu de Confrarias Báquicas e Gastronómicas realizado no Centro de Congressos da Alfândega do Porto a importante obra do Chefe Silva no âmbito da recolha e da defesa da Gastronomia Tradicional Portuguesa, valor indelével da nossa identidade e que o Chefe Silva tem vindo a promover de forma rigorosa e sabedora.

Chaîne des Rotisseurs

…o seu 35º aniversário que ficará assinalado pela atribuição ao Chefe Silva, da primeira medalha de ouro entregue a um membro profissional.

A Chaîne em Portugal comemora neste ano de 2008 o seu 35º aniversário que ficará assinalado pela atribuição ao Chefe Silva, da primeira medalha de ouro entregue a um membro profissional.

Pela mesma ocasião, Grand Chapitre de Portugal, receberá as insígnias de Grand Officier Maître Rôtisseur que é a distinção mais elevada atribuída a um profissional de cozinha em todo o mundo. Receberá também, para colocar no seu novo “colar”, a placa de Officier Commandeur, que corresponde a 30 anos de presença ininterrupta na Chaîne.

Confraria da Broa de Avintes

É um ‘Catedrático’ nas artes culinárias…

É um “Catedrático” nas artes culinárias, e por isso mesmo, lhe foi atribuído esse honorífico título pela Confraria da Broa de Avintes no Programa da RTP “Portugal no Coração” no ano de 2006.
Mas para além de um extraordinário Chefe, também é como Amigo, leal, franco e sempre aberto a inovadoras iniciativas, que o apreciamos e o temos como um exemplo.
A Confraria da Broa da Avintes, sente-se honrada por ter entre os seus “BORUNÁRIOS” efectivos o Chefe Silva, tendo sido entronizado a 28 de Junho de 2003, no Salão Nobre do Parque Biológico de Avintes, numa cerimónia que contou com a presença de cerca de duzentas e cinquenta pessoas.

Confraria do Capão

A cidade de Freamunde e esta Confraria terão sempre uma dívida de gratidão para com este querido confrade…

A AJAF – Associação Juvenil ao Futuro, no âmbito das suas atividades em prol da preservação das tradições locais, criou o Concurso Gastronómico do Capão à Freamunde. O Chefe Silva presidiu sempre à mesa do júri deste concurso gastronómico.
No dia de Santa Luzia, em 13 de Dezembro de 2001, foi fundada a Confraria do Capão, sendo o Chefe Silva um dos seus fundadores e, desde sempre, Confrade de Honra.
A cidade de Freamunde e esta Confraria terão sempre uma dívida de gratidão para com este querido confrade, a quem muito devem pelos seus preciosos conselhos, pelo seu elevado saber e pela sua enorme cultura gastronómica.

Confraria da Fogaça da Feira

A sua personalidade vem reforçar a importância que cada confrade deve ter…

Chefe Silva, apreciador da Fogaça da Feira e conhecedor do modo de a confeccionar, esteve sempre presente em iniciativas ligadas a este doce tradicional de Santa Maria da Feira.
A sua personalidade vem reforçar a importância que cada confrade deve ter no papel de difundir e dignificar a Fogaça da Feira uma vez que representa, de alguma forma, aqueles que, não só apreciam como sabem apreciar a gastronomia portuguesa.

Confraria Gastronómica do Abade

“A Ele se deve o saber de várias gerações de cozinheiras e cozinheiros…”

Temos como padroeiro o famoso Abade de Priscos, que nasceu a 29 de Março de 1834, na freguesia de Turiz, Concelho de Vila Verde e que se destacou pela visão e excelência do saber fazer gastronómico, considerado o “Papa da Gastronomia Portuguesa”.
Para bem da Nossa Gastronomia, por uma coincidência, ou não, quis o destino que passados 100 anos, em 29 de Março de 1934, nascesse em Caldelas, Concelho de Amares, o António Silva, Chefe Silva. Entendeu a Confraria Gastronómica do Abade Entronizar o Chefe Silva como o primeiro Confrade Honorário, confirmando assim a importância que este Homem representa para a Gastronomia Minhota e Nacional.

Confraria Gastronómica de Almeirim

O Chefe António Silva revelou-se um homem de excelente carácter e amigo…

Em Novembro de 1989, juntámo-nos num Grupo para participar nos festejos ao S. Martinho, em Macau, no qual faziam parte Cidália Moreira e os seus músicos, elementos do Rancho de Almeirim e o Chefe António Silva.
O seu contacto com Almeirim tornou-se mais assíduo, ao ser entronizado Confrade Honorário da Confraria Gastronómica de Almeirim.
Figura emblemática da culinária portuguesa criou um estilo cheio de simpatia que transmite aos seus leitores e espectadores da televisão, um grande amor pela arte da boa cozinha, merecendo a minha estima, bem como da minha família, pela gentileza e amizade que tem manifestado.
(António Cláudio – Confraria Gastronómica de Almeirim)

Chefe Silva – Biografia, tem o patrocínio de:

Do valor dos patrocínios, 25% é atribuído à área de Formação da ACPP – Associação de Cozinheiro Profissionais de Portugal, de que o Chefe Silva foi um dos fundadores.

Pode consultar todos os capítulos já publicados em:
https://jornalsabores.com/category/gastronomia/chefe-silva/