//Novo Moscatel Roxo

Novo Moscatel Roxo

Filipe Palhoça Vinhos lançou no mercado o ‘Quinta da Invejosa Moscatel Roxo’ de 2015.

O produtor Filipe Palhoça Vinhos, nome incontornável da região da Península de Setúbal, acaba de lançar no mercado o ‘Quinta da Invejosa Moscatel Roxo’.
Da colheita de 2015 nasceu este que é o primeiro Moscatel Roxo lançado pela família Palhoça, vinificado a partir desta rara e exclusiva casta da Península de Setúbal.

Este vinho teve uma ligeira fermentação em depósito inox seguida da interrupção da fermentação através da adição de aguardente vínica e maceração pelicular até março do ano seguinte. Estagiou posteriormente mais de 36 meses em barricas de carvalho francês. A longevidade prevista ascende aos 50 anos.
Com a enologia a cargo de Jaime Quendera, o ‘Quinta da Invejosa Moscatel Roxo’ apresenta cor âmbar e aromas a lembrar mel e frutos secos. Na boca mostra-se doce e aveludado com um final memorável. Excelente como aperitivo ou digestivo a acompanhar doces conventuais.

O ‘Quinta da Invejosa Moscatel Roxo’ 2015 teve uma produção limitada e encontra-se à venda na loja da adega, loja online do produtor e em alguns pontos de venda da região.
O PVP recomendado é de 12,50€.

 

Sobre a Filipe Palhoça Vinhos
Fundada em 1950 por Filipe Jorge Palhoça, a Filipe Palhoça Vinhos é uma empresa familiar dedicada à produção de vinhos na Península de Setúbal. Desde tenra idade apaixonado pela viticultura, Filipe Palhoça conseguiu com trabalho e dedicação adquirir novas propriedades e esteve ao longo de décadas orientado para a venda à porta da adega. A qualidade dos vinhos conquistou o coração de clientes fiéis tornando-o num dos mais respeitados produtores da região. Em 1984, foi construída a moderna adega na Quinta da Invejosa onde, em meados da década de 1990, a família iniciou o engarrafamento de vinho com marca própria.
Hoje, a Filipe Palhoça Vinhos é uma das mais dinâmicas empresas vitivinícolas da região da Península de Setúbal apostando na criação de vinhos orientados para o consumidor moderno com base nas castas típicas da região como Arinto, Castelão, Fernão Pires, Moscatel Graúdo ou Moscatel Roxo, às quais juntou algumas das melhores variedades internacionais como Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah.

http://www.filipepalhoca.pt