//Novo concurso nacional de vinhos

Novo concurso nacional de vinhos

Produtores presentes no certame a realizar em Lagoa, têm acesso direto a concurso italiano.

Promovido pela Associação de Municípios Portugueses do Vinho (APMPV) o evento decorrerá entre 23 e 27 de novembro em Lagoa, um dos municípios que se candidatou e ganhou o direito a receber a primeira edição deste concurso que espera contar com a ”participação de meio milhar de vinhos de todas as regiões nacionais de Portugal” como referiu José Arruda, secretário-geral da AMPV.

Trata-se de um competição vínica com um conjunto de caraterísticas diferenciadoras e específicas, como o facto de produtores e respetivos territórios, neste caso municípios, se apresentarem em conjunto. Por outro lado, todos os vinhos presentes no certame a realizar no Algarve terão participação garantida no ‘Concurso Enológico Internacional Cidades do Vinho’ a ter lugar em Modena (Itália), em maio de 2021.

Promovido pela Associazione Nazionale ‘Città del Vino’, a congénere italiana da AMPV, o ‘Concurso Enológico Internacional Cidades do Vinho’ é, desde 2019, a nova designação do ‘La Selezione del Sindaco’ (Seleção do Presidente) concurso que “não perde a sua identidade e continua a vincular a qualidade dos vinhos aos territórios de origem” como refere a associação italiana, em alusão à referida participação conjunta de produtores e municípios.
O presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Luís Encarnação, recorda que Portugal é dos países mais premiados naquele concurso, com “um terço dos vinhos que levamos a este concurso a sair de lá medalhados” referiu, acrescentando que “o facto de poder acolher esta primeira edição do Concurso Nacional, que dá acesso ao certame realizado em Itália, “é mais um passo na afirmação dos vinhos algarvios em geral e dos lagoenses, em particular”.

Em 2019…
…o Concurso Enológico Internacional ‘Cidades do Vinho’ decorreu em Frascati, Itália, de 30 de maio a 2 de junho, onde foram atribuídas 32 Medalhas de Grande Ouro e 358 Medalhas de Ouro, ou seja, o limite de 30% imposto pela OIV, a Organização Internacional da Vinha e do Vinho. Das 32 medalhas de Grande Ouro, 11 vieram para Portugal e 21 foram atribuídas a vinhos italianos.
No total, foram avaliados 1250 vinhos, de quase 500 casas italianas e estrangeiras. Itália apresentou o maior número de vinhos e Portugal foi o 2º país mais representado: concorreu com 210 vinhos, refletindo a forte ligação entre a Associação Città del Vino e a sua congénere AMPV.

Na foto: Rotunda em Lagoa (Algarve)