//O ‘Melhor Enoturismo do Ano’

O ‘Melhor Enoturismo do Ano’

Revista de Vinhos – Essência do Vinho atribuiu a distinção ao 17•56 Museu & Enoteca da Real Companhia Velha.

Com apenas seis meses de vida, o 17•56 Museu & Enoteca da Real Companhia Velha acaba de ser eleito o ‘Melhor Enoturismo do Ano’. Uma distinção atribuída pela Revista de Vinhos – Essência do Vinho no âmbito da cerimónia ‘Melhores do Ano 2018’, que teve lugar a 02 de Fevereiro, na Alfândega do Porto. Localizado à beira do rio Douro, no Cais de Gaia, este espaço tem tudo para responder à arte de bem receber: a história, o vinho e a gastronomia.

Destinado ao enoturismo da mais antiga empresa portuguesa, com atividade ininterrupta há mais de 262 anos, o nome 17•56 remete para o ano da instituição da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro (também denominada por Real Companhia Velha), o mesmo da 1.ª Demarcação do Alto Douro: 1756.

No piso 0 deste edifício de 3.000 m2 está o Museu da 1.ª Demarcação, onde se pode fazer uma viagem pela vida da empresa, através de algum do seu espólio, com destaque para o Alvará Régio assinado por D. José I a 10 de Setembro de 1756, sob os auspício do Marquês de Pombal. Documentos e objetos devidamente identificados contam a sua história repartida por sete capítulos. A sala de provas e a loja de vinhos são contíguas ao núcleo museológico.

A Enoteca 17•56, no piso 1, é um livro aberto no que diz respeito ao amplo portefólio da Real Companhia Velha – aqui listado com 300 referências, por ter mais do que uma colheita por vinho. Para além deste leque de oferta, estão ao dispor alguns dos melhores vinhos de Portugal, na secção ‘Carta dos Amigos’, bem como outros néctares, desta feita das imponentes regiões do Velho Mundo. No total, a carta de vinhos ultrapassa as 500 referências.

Onde o vinho é rei, a comida é a companhia perfeita. Por isso, a gastronomia começa logo com a Fromagerie Portuguesa, à entrada da Enoteca 17•56. Na lista está uma seleção de sessenta queijos nacionais e internacionais, que podem ser consumidos no local ou comprados para levar para casa. A oferta epicurista é complementada pela cozinha tradicional, os peixes e os mariscos. O Reitoria assegura as sandes gourmet e a steakhouse, enquanto o Shiko se apresenta como um raw bar de inspiração japonesa. A complementar com uma sofisticada zona de lounge, um cigar club, destinado a apreciadores de charutos, para harmonizar com bons Vinhos do Porto, duas salas privadas e um terraço panorâmico.