//Maratona inclui queijos, ostras e… vinho

Maratona inclui queijos, ostras e… vinho

O peso em vinhos é o prémio para o vencedor da ‘Marathon des Château du Medoc’, em França.

Consideram-na a maratona ‘mais longa do mundo’ porque o objetivo não é ‘o menor tempo’ mas sim a maior diversão, com muitos ‘brindes à saúde’, que são assinalados pelos participantes a cada dois kilómetros, nos postos que oferecem vinho, água, queijos e outras iguarias. Postos que podem estar instalados na vinha, num castelo ou num curral.

Com a participação máxima autorizada de 8.500 ‘atletas’, que contam com seis horas e meia para percorrer os 42 km, a prova, realizada no início de setembro, passa por 59 vinhas onde estão as uvas que dão origem a vinhos com marcas como Chateau Lafite Rothschild, Chateau Mouton Rothschild, Lynch-Bages, Malartic-Lagravièret, Pichon Lonqueville e Beychevelles, entre outros.

A ‘Maratona Medoc’ teve início em 1985, na região francesa da Aquitânia e é organizada por uma associação que conta com 2.800 voluntários. A grande maioria dos maratonistas apresentam-se ‘fantasiados’ de acordo com um tema e alguns grupos até se apresentam com pequenos ‘carros’ alegóricos. Há mesmo a atribuição de prémios às melhores fantasias.
E por falar em prémios, assinale-se o prémio do vencedor que consta do seu peso em vinhos desta famosa região, enquanto os segundo e terceiro classificados recebem caixas de vinhos Medoc.

O evento, que este ano se distribui pelos dias 6, 7 (dia da maratona) e 8 de setembro, tem um vastíssimo programa de que podem destacar-se, como exemplo: Um Colóquio Médico-Desportivo, uma Festa para 1450 convidados, um jantar para todos os inscritos (na véspera da maratona), veículos de assistência médica e uma caravana publicitária a acompanhar a prova, fogo de artifício e baile popular na noite pós-maratona.
No último dia todos os participantes são convidados para um passeio turístico que termina na ‘aldeia gourmet’ promovida pelo município local.

Saiba mais em: www.marathondumedoc.com