//Mais Master Sommeliers em Portugal

Mais Master Sommeliers em Portugal

Cheirar e provar um vinho às cegas para depois descrever ao pormenor as suas características e melhor aconselhar o cliente de um restaurante é uma tarefa que apenas os bons sommeliers dominam. Os cursos Introductory e Certified da Court of Master Sommeliers prometem certificar mais Master Sommeliers em Portugal, título que apenas 267 pessoas têm em todo o mundo, dois deles portugueses.

Pela primeira vez, Portugal é palco do curso da Court of Master Sommeliers, onde 41 pessoas estão a dar provas para conquistar o certificado como expert de vinhos que os posiciona na corrida para Master.

Cheirar e provar um vinho às cegas para depois descrever ao pormenor as características e melhor aconselhar o cliente de um restaurante não é tarefa fácil e requer bastante conhecimento. Ciente das capacidades requeridas a um bom sommelier, a Court of Master Sommeliers, entidade que em Inglaterra certifica os peritos em vinhos nos restaurantes, encontra-se, pela primeira vez, em Portugal, a ensinar e testar 41 pessoas que ambicionam ter o certificado que os pode habilitar mundialmente e torná-los verdadeiros experts de vinhos.

Os participantes estão também a um passo de conquistarem, numa fase posterior, o reconhecido título de Master Sommeliers (MS) que apenas 267 pessoas têm em todo o mundo, dois deles são portugueses.

“Um sommelier é um profissional especializado com um alto conhecimento e faz a gestão da adega de vinhos de um restaurante de qualidade, escolhe a carta de vinhos e aconselha o cliente na mesa”, afirmou ao ECO Ana Sofia Oliveira, da The Wine Agency, co-organizadora deste evento, no The Lodge Wine & Business Hotel, em Vila Nova de Gaia, com Cláudio Martins da Martins Wine Advisor.

Esta iniciativa resulta de uma parceria com a Court of Master Sommeliers para o arranque, em Portugal, dos cursos Introductory e Certified, os primeiros passos obrigatórios para o tão desejado título de Master Sommelier, o mais alto grau de instrução de um profissional nesta área.

“Um dos objetivos de trazer esta formação para Portugal é também ter mais sommeliers portugueses, pois só há dois com este título tão importante no mundo dos vinhos”, sublinhou Ana Sofia Oliveira, acrescentando que esta formação “é um evento memorável, numa região que tem o Vinho do Porto como ex-líbris”.

Cláudio Martins frisou que “este é o local perfeito para uma imersão no mundo dos vinhos portugueses, com as melhores marcas de Vinho do Porto nacionais”.

Ao todo, 41 peritos em vinhos, um terço deles estrangeiros, prestam provas para levar para casa os cursos Introductory e Certified, o primeiro nível que custa 700 euros e o segundo nível na ordem dos 350 euros, respetivamente. Os participantes têm mesmo de arregaçar as mangas, uma vez que como explicou Ana Sofia Oliveira, “São formações difíceis e só depois de terem estes níveis é que poderão concorrer ao título de Master Sommelier”, acrescentando que os formandos têm de fazer provas cegas com vinhos portugueses.

A organização portuguesa espera ainda conquistar o paladar dos responsáveis da Court of Master Sommeliers presentes em Vila Nova de Gaia, e conseguir, assim, colocar os vinhos portugueses na lista dos 21 vinhos de treino para esta formação. “Tivemos de comprar 21 vinhos do mundo inteiro, desde Espanha, passando por França, Nova Zelândia até Estados Unidos da América para os participantes provarem durante o curso”, explicou Ana Sofia Oliveira.

O distrito do Porto deverá ser novamente cenário de mais formações da entidade inglesa, até porque, justifica Bryan Dawes, da Court of Master Sommeliers, “as cidades de Vila Nova de Gaia e do Porto são famosas pelo vinho e seus produtores, e gostaríamos de repetir aqui as formações”.

 

Fonte: Court of Master Sommeliers