//Madeira – Bolo de Mel (toda a região)
Bolo de Mel da Madeira

Madeira – Bolo de Mel (toda a região)

Lugar de honra entre a Doçaria Insular.

Ocupando lugar cimeiro na doçaria insular, o “Bolo de Mel” é característico da época natalícia, sendo confecionado no início de dezembro (as religiosas do Convento das Mercês preparavam-no, tradicionalmente, no dia 8 de dezembro), de modo a estar no ponto ideal de consumo no Natal.

A sua confeção iniciou-se, na Madeira, na época da introdução da cana-de-açucar e da generalização do uso de especiarias. Fazendo parte do receituário da maioria das famílias madeirenses, vulgarizou-se, passando a ser preparado conforme o estrato económico-social da família a que se destinava.

Nos conventos e casas mais abastadas, o “Bolo de Mel” era geralmente ornamentado com cidra, nozes e passas. Nas casa de menores recursos económicos era feito com açúcar mascavado, incluindo menores quantidades de especiarias e frutas. Até dentro da mesma casa se confecionava, para oferta, vários tipos deste bolo considerado aristocrático. O Bolo Rico, para feitores e afilhados; o Bolo Pobre (em forma de bolacha e com requeimo de pimenta) para caseiros.

Esta diferenciação social no consumo do “Bolo de Mel” nos nossos dias quase desapareceu, no entanto as variantes mantêm-se, sendo possível encontrar, pelo menos, quatro formas de confeção desta especialidade doceira.

Ingredientes para 14 bolos

Para o fermento: 250grs farinha; 1dl de água; 10grs de levedura.

Para a massa: 2,300kg farinha; 1kg açúcar; 4 laranjas; 1dl de Vinho da Madeira; 1,8lt de Mel de Cana; 50grs de bicarbonato de sódio; 125grs de miolo de noz; 50grs de cidrão; 30grs de manteiga; 750grs de banha; 200grs de miolo de amêndoa; 25grs de erva-doce; 12grs de cravinho da India; 12grs de cravo de Ancha; 20grs de canela; q.b de manteiga para untar a forma.

Preparação

Fermento: pesar a farinha e peneirar- Medir a água. Pesar a levedura. Abrir uma estanca na farinha, adicionar a levedura e a água tépida e desfazer muito bem. Apanhar a farinha à volta do interior da estanca e misturar aos poucos com os restantes ingredientes. Trabalhar energicamente a massa até ficar elástica e enxuta. Envolver a massa com um pano e deixar fermentar de um dia para o outro.

Massa: lavar, desinfetar e ralar as laranjas e espremer o seu sumo. Medir o Vinho da Madeira. Medir o mel de cana. Pesar o bicarbonato de sódio e o miolo de noz. Pesar o cidrão e picar. Pesar e preparar as especiarias. Pesar a manteiga e a banha e misturá-las. Pesar as amêndoas e picar. Dissolver o bicarbonato no Vinho da Madeira. Pesar a farinha e colocar no alguidar juntamente com o açúcar. Fazer uma estanca ao meio e adicionar a massa de fermento.

Trabalhar o conjunto, adicionar as gorduras e amassar muito bem. Adicionar aos poucos o mel previamente aquecido, o sumo e as raspas das laranjas. Juntar alguns frutos secos, o vinho com o bicarbonato, a canela, a erva-doce, o cravinho da India, o cravo de Ancha e o cidrão. Amassar até a massa desprender do alguidar. Abafar com o pano e o cobertor e deixar levedar durante 3 a 4 dias. Untar as formas e cobrir o fundo com papel vegetal. Dividir a massa em porções de 250grs, 500grs ou 750grs, conforme a capacidade da forma. Colocar a massa nas formas até 2/3 e enfeitar com frutos secos e pedaços de cidrão. Levar a cozer em forno médio regulado à temperatura entre 150ºC e 180ºC, com o lar no mínimo e o teto no médio. Retirar do forno quando estes se apresentarem cozidos e deixar arrefecer. Desenformar em frio e embalar com película aderente.

Valor Nutricional

Valor calórico total da receita: 28,660kcal

Distribuição da composição nutricional: 5% proteína; 40% lípidos; 55% hidratos de carbono.

Valor calórico por bolo: 2,050 calorias

In: A Cultura Gastronómica em Portugal – Edição do Centro de Formação Profissional do Setor Alimentar

Considerações Gerais: As nozes são consideradas frutas oleosas, muito calóricas, ricas em gorduras e proteínas. Fornecem também cálcio, ferro, hidratos de carbono e vitaminas do complexo B, contendo ainda doses razoáveis de celulose indispensável ao bom funcionamento do intestino. Aconselha-se o consumo moderado de Bolo de Mel, pois 100grs fornecem cerca de 400 calorias.

Harmonização – Bolo de Mel

Harmonização sugerida pelos Vinhos de Lisboa – Quinta do Rol Aguardente Vínica VSOP DOC Lourinhã

O ligeiro travo a mel e a especiarias desta aguardente vínica velha VSOP (Very Old Special Pale) são a companhia de truz para este Bolo de Mel, ou não fosse o produto elaborado pelas abelhas, a erva-doce, o cravinho da India e o cravo de Ancha ingredientes primordiais desta receita típica da Região da Madeira. Os taninos macios e o final persistente prolongam os sabores nesta harmonização.

aguardente quinta do rol

 

Site do produtor: www.quintadorol.com

 

Patrocínio

 

Transcrição integral da receita publicada em ‘A Cultura Gastronómica em Portugal’, editada em 1995 pelo Centro de Formação Profissional do Setor Alimentar (CFPSA).
Os 10 volumes foram dedicados às regiões: Minho e Douro Litoral – Trás-os-Montes – Beira Litoral – Beira Interior – Ribatejo – Estremadura – Alentejo – Algarve – Açores – Madeira