//Lourinhã – Mariscada de Polvo
Lourinhã

Lourinhã – Mariscada de Polvo

Referência gastronómica do concelho da Lourinhã, a Mariscada de Polvo, é constituída por polvo da nossa costa, camarão, ameijoa e mexilhão. Acompanha com batata frita aos quadrados.

Um pouco de história

Este apreciado prato surgiu há cerca de 20 anos, quando a atual gerência do Restaurante Foz, decidiu criar um produto identitário, recorrendo a produtos locais.

Assim o polvo da nossa costa surge como o ingrediente principal ao qual e na sequência de várias experiências, foram sendo adicionados outros ingredientes. O polvo e o marisco são suados conjuntamente e a batata frita aos quadrados, também da Lourinhã, complementa, conferindo um sabor inigualável.

 

Harmonização

Recomenda-se consumir fresco, a acompanhar pratos realmente memoráveis, como a Mariscada de Polvo. Carlotas Reserva Branco 2020, combina as melhores uvas das castas Viosinho e Arinto e um estágio de 5 meses em madeira de Carvalho Francês. Todo o processo de vinificação foi acompanhado ao pormenor, as fermentações foram mais prolongadas e o recurso à batonnage desenvolveu-se ao longo de 4 meses, sempre com o objetivo de extrair mais e melhor das nossas uvas.

 

Lourinha carlotas

Nota de Prova:

De cor amarelo cítrico, este vinho apresenta-se com uma frescura marcante, acidez bem integrada e uma mineralidade única. O aroma é complexo, a estrutura elegante e a combinação entre fruta tropical, floral e frutos secos, surge harmoniosamente.

Sugerimos ainda como sobremesa, a “Tarte Catela”, criada em homenagem a João Pedro Catela, grande impulsionador da Aguardente DOC Lourinhã. Composta por cacau Valrhona (o melhor do mundo) café e Aguardente DOC Lourinhã.

Lourinhã

Naturalmente que harmoniza com a Aguardente DOC Lourinhã, única Região Demarcada de Aguardente Vínica em Portugal e uma das três da Europa, a par das suas congéneres francesas Cognac e Armagnac.

 

‘Memória de Sabores’ – Homenagem

Assinaamos o 21º aniversário da elevação da Gastronomia Portuguesa a ‘bem imaterial do património cultural de Portugal, com uma homenagem a:

No Vinho

João Pedro Catela, que foi Presidente da Direção da Adega Cooperativa da Lourinhã, durante mais de duas décadas. Foi responsável pela reestruturação da ACL, a qual conheceu difíceis períodos a nível financeiro e organizacional. Com o seu trabalho, a Aguardente DOC Lourinhã conheceu um novo patamar promocional, a nível nacional e internacional.

 

(Conteúdos produzidos pelo município da Lourinhã, para ‘Harmonizações, histórias e Memórias’, aquando da comemoração dos ‘21 Anos da Gastronomia Património Cultural’, promovida pela AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho)