//Livro: ‘Sabores do Toiro Bravo’
sabores de toiro bravo livro

Livro: ‘Sabores do Toiro Bravo’

Uma abordagem ao produto, que inclui mais de duas dezenas de receitas tradicionais e modernas.

O ‘ponto de partida’ para esta edição da Câmara Municipal de Coruche foi o certame ‘Sabores do Toiro Bravo’ promovido anualmente pelo município desde 2004 com o mote ’Faça uma pega de caras…no prato’, atraindo milhares de gastrónomos, independentemente da sua posição sobre a atividade tauromáquica.

O livro, com coordenação e textos de Amilcar Malhó, começa por apresentar algumas curiosidades sobre o toiro (ou touro) na mitologia, na astrologia, nas artes plásticas, na música e até sobre os famosos touros de Osborne (Espanha) e de Wall Street. Segue-se uma breve abordagem da origem e evolução do toiro bravo, a sua utilização na alimentação e a DO – Denominação de Origem (Bravo do Ribatejo).

sabores de toiro bravo

O capítulo dedicado aos ‘Sabores do Toiro Bravo’, para além de abordar o percurso do certame e da oferta gastronómica deste produto faz uma referência à promoção desta carne na vizinha Espanha, através de um projeto desenvolvido por uma associação de produtores em parceria com Mário Sandoval, Chef de cozinha com duas estrelas Michelin, que considera a carne de toiro bravo “o grande luxo desconhecido”.

Segue-se mais de duas dezenas de receitas elaboradas por Chefs de cozinha moderna e duas escolas da região, para além de restaurantes tradicionais participantes na última edição do certame gastronómico, onde são apresentadas confeções como: tártaro de toiro bravo; alcatra de toiro bravo no alguidar com couve coração de boi; croquetes de rabo de toiro bravo com caril quiabos e tomate coração de boi; carpaccio de toiro bravo com pesto de coentros; sopa de rabo de boi; nacos de vitela com carqueja e canja de toiro bravo, entre outras.

O presidente do município, Francisco Oliveira, declarou na apresentação da obra que “este é um produto gastronómicos com grande potencial devido às excelentes condições em que os animais são criados, mas também pela tradição culinária do território de Coruche. Por isso, vamos continuar a apostar nos Sabores do Toiro Bravo”.

sabores de toiro bravo

Na nota de abertura, Célia Barroso, Vereadora da Cultura e do Turismo do Município de Coruche, lembra que este livro “evidencia uma restauração com características familiares, reconhecendo um estilo de cozinha, mas também a personalidade das gentes que fazem e das gentes que saboreiam. É que o que vem no prato é sempre reconhecido pelo palato, não precisa de intérprete, precisa, isso sim, de compreensão de contexto e memória. A mesma memória que saboreia conserva, seja o sabor, o cheiro, a apresentação e, desejavelmente, o lugar”.

Na sua nota de apresentação, Amilcar Malhó sublinha: “Para além de todas as adjetivações gastronómicas que possa fazer-se do ponto de vista do paladar, há que ter em conta a crescente e evidente apetência – acentuada desde o início deste novo século – por produtos alimentares que apresentem comprovadamente maior relação com a natureza e, no caso da carne, que sejam provenientes de animais com condições de criação (vida) ‘não agressivas’.

O livro, com edição do município coruchense, poderá ser adquirido no Museu Municipal de Coruche (Telf: 243610820), Posto de Turismo (243619072), ou através do endereço geral@cm-coruche.pt.

 

 

 

Fotos: Notícias do Sorraia