//Livro de Pantagruel: ‘as outras receitas’
livro receitas da minha avo

Livro de Pantagruel: ‘as outras receitas’

São 170 receitas selecionadas, mas que nunca entraram na atual edição do famoso livro.

Chama-se ‘As Doces Receitas da Minha Avó Bertha Rosa-Limpo’ e tem autoria de Nuno Alves Caetano, neto da autora de ‘O Livro de Pantagruel’. A obra editada pela Casa das Letras em novembro passado apresenta, entre outras, as receitas de Amores de Azeitão, de Bolinhos para Chá Dona Maria, um Bolo Duquesa, uma Charlotte de Chocolate ou uns Pastéis de Nata à Moda da Bertha Rosa-Limpo (1894-1981), uma senhora da alta burguesia, que não sabia estrelar um ovo quando se casou, mas acabou por se tornar numa das maiores divulgadoras da cozinha em Portugal e autora de um clássico da literatura gastronómica.

Bertha Rosa-Limpo (1894 — 1981) foi cantora lírica (atuou nos palcos italianos e portugueses) e uma empresária de sucesso. A menina envergonhada que não sabia cozinhar tornou-se numa compulsiva coleccionadora de receitas, que pedia a amigas, restaurantes, em viagens… Na mansão onde vivia em Lisboa, testava todos os pratos, provados pela famílias, antes de constarem no “Livro do Pantagruel”, editado desde 1946 e que já ultrapassou a 80.ª edição. A partir da 23.ª edição, passou a contar com a colaboração dos filhos, Maria Manuela Limpo Caetano e Jorge Brum do Canto, realizador de cinema, autor de filmes como “A Canção da Terra” e “Chaimite”, também ele um excelente cozinheiro.

Mas não se ficou por aqui. Criou a fábrica de cosmética Thaber (anagrama de Bertha), desenvolvidos com produtos naturais, a partir do receituário do seu pai, um oficial da Marinha, dono de uma farmácia em Lisboa. Os leites de limpeza, os batons, as máscaras para pestanas, os rouges e os pós de arroz Thaber eram divulgados pelas figuras mais conhecidas das artes e da moda, como Amália Rodrigues.

“Sendo neto da autora-fundadora, cresci no ‘meio de tachos e panelas’, assistindo às constantes movimentações inerentes às diversas actualizações a que o livro foi sujeito ao longo destes 75 anos, às constantes trocas de impressões sobre as diversas receitas – publicadas e por publicar – bem como desses momentos inolvidáveis que eram o das provas de cada nova receita. Inevitavelmente, comecei, aos poucos, a ter parte activa no processo, passando a figurar como co-autor a partir da 68.ª edição, tendo sido igualmente co-autor, em parceria com a minha Mãe (Maria Manuela) e a minha Irmã (Maria João), da obra ‘O Livro de Pantagruel de Garfo e Faca à Volta do Mundo’, editado em 2012.”

Nuno Alves Caetano nasceu em Lisboa em Dezembro de 1956, «ressuscitando» no Funchal quatro meses depois, em consequência de uma bronquiolite que o colocou às portas da morte. Formado em Gestão, é empresário, tendo como principal hobby a escrita. É co-autor do mais famoso livro de cozinha editado em Portugal, O LIVRO DE PANTAGRUEL, sendo neto da sua fundadora, Bertha Rosa-Limpo. É igualmente coautor do livro PANTAGRUEL DE GARFO E FACA À VOLTA DO MUNDO, editado em 2012 com sua mãe – Maria Manuela Caetano – e sua irmã, Maria João Caetano.