//Harmonizar Vinhos com…Literatura
vinho verde e literatura

Harmonizar Vinhos com…Literatura

Conversas sobre Vinho Verde reúnem online enólogos e produtores nos dias 12 e 13 de março, num convite para harmonizar literatura com vinhos verdes.

A iniciativa ‘Dois dedos de conversa sobre livros e Vinhos Verdes’ está de regresso entre 12 e 13 de março com um conjunto de sessões online que reúne oradores, enólogos e produtores da região numa experiência de harmonização literária que espera comprovar que o vinho e a literatura são artes que se complementam.

Segundo Carla Cunha, diretora de Marketing da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV), a iniciativa, que surgiu durante a pandemia, permite “levar o Vinho Verde até aos interessados em experimentar uma harmonização literária que propicia boas conversas”. A literatura mergulhará no mundo dos vinhos e vice-versa. Literatura combina muito bem com vinho.

Carla Cunha acrescenta que “a segunda edição desta iniciativa é um reforço da nossa aposta em produtos de cultura que se complementam”.

Esta segunda edição de “Dois dedos de conversa sobre livros e Vinhos Verdes” leva a casa dos consumidores um ‘pack’ com um livro e uma referência de Vinho Verde para acompanhar cada uma das seis sessões online, comprovando que o vinho e a literatura são duas artes que se complementam, convidando os interessados a harmonizar a literatura com Vinhos Verdes. A iniciativa promovida pela CVRVV em parceria com a editora Aletheia, inclui três sessões diárias nas quais participam Francisco Moita Flores, José Manuel Fernandes, Gonçalo Graça Moura, Pedro Picoito, Alexandra Louro e João Céu e Silva.

Referências da literatura como Arsène Lupin, Gentleman-Gatuno”, de Maurice Le Blanc, “Dom Casmurro”, de Machado de Assis, “O Homem que era Quinta-Feira”, de G. K. Chesterton, “O pequeno-almoço do sargento Beauchamp”, de Vasco Graça Moura, “Glória”, de Vasco Pulido Valente ou “Era uma vez… a Revolução (Memórias)”, de José Manuel Fernandes, serão o aperitivo em harmonização com os vinhos da Casa da Tojeira, Quinta São Gião, Vercoope, Quinta da Lixa, Quinta de Lourosa e Adega Ponte de Lima.

No sábado e no domingo, entre as 14:30 e as 20:00, Ana Colaço assume a moderação de sessões exclusivas em que a conversa vai das letras às notas de prova. Com limite máximo de 50 participantes em cada sessão, “Dois dedos de conversa sobre livros e Vinhos Verdes” inclui o envio para casa de cada participante de um pack com uma garrafa do vinho em prova e do livro em apresentação.

 

Inscrição: https://webapp4.vinhoverde.pt/gestaoInscricoes/novainscricao2.aspx?E-2DedosConversa-2ED%20