//Há gastronomia de bordo em Ílhavo

Há gastronomia de bordo em Ílhavo

Das línguas às pataniscas de bacalhau, o Festival ‘Gastronomia de Bordo’ está de regresso a Ílhavo.

De 29 de novembro a 11 de dezembro, restaurantes deste município voltam a servir a gastronomia de bordo através de um menu especial que, segundo a organização, “promete fazer viajar por diversas geografias da pesca longínqua, bem como diversas épocas e tecnologias em torno dos pescadores e dos cozinheiros da pesca.”

Durante 13 dias, os 17 restaurantes aderentes irão adicionar ao menu habitual a sua própria interpretação da Gastronomia de Bordo, com pelo menos três pratos ou entradas de bacalhau.

Desde a tempura de línguas de bacalhau, as pataniscas, a ceviche de bacalhau, os montaditos de bacalhau e a salada de ovas até pratos principais como o lombo de bacalhau com risoto de línguas, ensopado de caras, tibornada de bacalhau e bacalhau com crosta de alheira, os sabores da cozinha dos navios bacalhoeiros estarão em destaque.

As experiências gastronómicas são para uma ou duas pessoas, com diferentes preços.

Esta é uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Ílhavo. Em paralelo, irá decorrer de 30 de novembro a 4 de dezembro, o ‘Leme – Festival de Circo Contemporâneo’- que terá lugar em Gafanha da Nazaré e Vista Alegre.

 

Gastronomia de Bordo, ‘um pouco de história’

O Festival ‘Gastronomia de Bordo’ é uma homenagem às tradições, aos cozinheiros e aos pescadores do município de Ílhavo, que dinamiza a economia local, em particular, a restauração.

Este município tem uma longa e rica história associada à pesca do bacalhau, pois pescadores e marinheiros viajavam, e ainda viajam, até aos mares do Atlântico Norte para capturar, sobretudo, o bacalhau do Atlântico (Gadus Morhua).

Nestas duras campanhas de pesca, que chegavam a demorar seis meses, os cozinheiros atenuavam o cansaço e as saudades da família com refeições reconfortantes, como a chora, uma sopa preparada com cabeças de bacalhau frescas, e o feijão assado, entre outros pratos que incluíam as partes então consideradas “menos nobres” do bacalhau: as caras, as línguas, os samos e as espinhas.

Hoje em dia, estes derivados do bacalhau são petiscos muito apreciados, sobretudo no Município de Ílhavo, assumindo protagonismo nos menus do ‘Gastronomia de Bordo’.

 

Restaurantes aderentes ao Festival ‘Gastronomia de Bordo’:

A Praia do Tubarão, Bela Ria, Bronze Sea Food & Lounge Bar, Casa Velha – Hotel Ílhavo Plaza, Costa do Sal Hotel, Dona Mena, MarAdentro, Vista Alegre, Canastra do Fidalgo, Clube de Vela, Duna do Meio , Estrela do Mar, Marisqueira da Barra, O Gafanhoto, O Navegante, Tábua da Ria e Salsus.

 

Leia também: https://jornalsabores.com/receitas-de-bordo-dos-bacalhoeiros/

 

Imagem: CM Ílhavo