//Guia de Segurança Sanitária para o Enoturismo

Guia de Segurança Sanitária para o Enoturismo

APENO e Biosphere Portugal elaboraram um guia de Segurança Sanitária para o enoturismo.

A Associação Portuguesa de Enoturismo (APENO) e a Biosphere Portugal elaboraram um guia de Segurança Sanitária para o enoturismo, tendo por base os requisitos e critérios estabelecidos pela Direção Geral de Saúde, Organização Mundial de Saúde e organismos governamentais e setoriais, com o objetivo de informar os agentes do setor do Enoturismo, para a normalização da atividade turística no atual contexto de pandemia do coronavírus. “Na ausência de regras específicas para o enoturismo que nos pudessem orientar durante a pandemia, a APENO procurou preencher esta lacuna o mais rapidamente possível para poder proporcionar anos seus associados um guia de segurança sanitária que contribuísse para a normalização da atividade turística no atual contexto em que ainda nos encontramos”, afirmou a presidente da APENO, Maria João de Almeida.

Para produzir este documento, a equipa consultou diversas fontes públicas, dando assim a possibilidade de passar informação fidedigna e completa, validada por técnicos de saúde pública. As recomendações apresentadas neste documento são válidas à data da sua publicação, face à natural e necessária atualização constante, emanadas pelas entidades de saúde competentes. “Estaremos atentos e por isso procederemos às atualizações que forem sendo necessárias”, informou ainda Maria João de Almeida.
O documento, lançado no dia 9 de Dezembro, foi elaborado exclusivamente para os associados da APENO e, como complemento, será disponibilizado um webinar de interpretação e sensibilização, que contará com a participação de especialistas em higiene, segurança e saúde pública, com vista ao esclarecimento de dúvidas sobre este processo.

Recorde-se que a APENO é a primeira associação portuguesa dedicada exclusivamente ao Enoturismo. Lançada em Julho de 2020, o seu objetivo passa por dar expressão ao Enoturismo em Portugal, afirmando-o como um sector de relevo na economia portuguesa, fomentando a sua internacionalização e tornando-o numa referência a nível mundial.
A Biosphere é a primeira organização internacional para o turismo sustentável. A certificação Biosphere é concedida pelo Instituto de Turismo Responsável (ITR), entidade independente criada em 1995 com o objetivo de promover ações e programas de desenvolvimento sustentável em destinos turísticos e empresas. O ITR nasceu apoiado pela UNESCO através de um Memorando de Entendimento que tem possibilitado o desenvolvimento de atividades, projetos e eventos de cooperação entre as duas organizações, sendo também membro fundador do Conselho Global de Turismo Sustentável (GSTC), patrocinado pela Fundação das Nações Unidas.