//‘Grande Vinho do Dão’ é de Penalva

‘Grande Vinho do Dão’ é de Penalva

O prémio ‘Grande Vinho do Dão’ foi atribuído ao Touriga Nacional da Adega de Penalva, no ‘Dão Primores’ da colheita de 2020.

O concurso ‘Os melhores vinhos do Dão no produtor’, decorreu no passado dia 21 de maio, em Viseu, organizado pela CVR do Dão e a Adega de Penalva teve uma participação notável, com o Touriga Nacional a receber o prémio principal atribuído pelo júri da prova – a Câmara de Provadores da CVR do Dão.
Trata-se de um vinho, como indica a referência do concurso, da colheita de 2020 e portanto ainda sem informações mais específicas para revelar.

A juntar ao prémio mais importante, a Adega de Penalva recebeu 8 medalhas de ouro com os vinhos Sercial-Branco, Alfrocheiro, Tinta Pinheira, Tinta Roriz e Touriga Nacional (4 medalhas), e uma medalha de prata com o Encruzado. Pela primeira vez, em onze anos, a distinção principal foi atribuída a uma adega cooperativa. Estes prémios são mais um reconhecimento do notável trabalho desenvolvido nos últimos anos pela equipa de enologia, e da elevada qualidade dos vinhos da Série Especial da Adega de Penalva.

De acordo com a nota de imprensa da adega produtora, os enólogos Virgílio Loureiro e António Pina criaram com os vinhos da Série Especial um dos conjuntos mais interessantes e estimulantes da região do Dão. Neste momento, a Série Especial é composta por 11 vinhos, que expressam a identidade e a diversidade do Dão.

A Adega

A Adega Cooperativa de Penalva do Castelo tem hoje cerca de 1000 associados, recebe anualmente as uvas de mais de 1200 ha de vinha, produz em média dez milhões de litros de vinho, dispõem da mais moderna tecnologia de vinificação, estágio e engarrafamento de vinhos, sendo uma referência incontornável dos vinhos do Dão.

Penalva do Castelo

Estes prémios representam mais um contributo para aquela que é apresentada pelo município como a ‘trilogia de excelência’ dos produtos endógenos, composta pelos vinhos do Dão, o queijo da Serra da Estrela e a maçã Bravo de Esmolfe, que “são um valor acrescentado para o sustento de muitas famílias e uma mais-valia para alavancar a economia local”, refere a autarquia.
A gastronomia é rica e variada e torna este concelho um destino ímpar para degustar sabores genuínos e tradicionais em ambientes acolhedores e hospitaleiros.