//‘Gastronomia e Vinho porque ninguém é feliz sozinho’

‘Gastronomia e Vinho porque ninguém é feliz sozinho’

Este é o mote para as comemorações dos 20 anos da ‘Gastronomia Património Cultural’.

No dia 26 de julho completam-se 20 anos da data em que, através de uma Resolução do Conselho de Ministros, a gastronomia portuguesa foi elevada a bem imaterial do património cultural de Portugal.

Para assinalar a data e sublinhar a importância da distinção para o turismo gastronómico/vínico a Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) e a Associação das Rotas do Vinho de Portugal (ARVP) vão promover, em conjunto com os municípios e Rotas de Vinho suas associadas, um conjunto de atividades a decorrer entre 24 e 26 de julho de 2020, como forma de assinalar os 20 anos da elevação da Gastronomia a Património Cultural de Portugal.

Considerando que o vinho é já, de forma natural e incontestada, o ‘parceiro’ natural da gastronomia e a harmonização entre os dois constitui uma das ‘experiências’ mais apaixonantes do produto enoturismo, as iniciativas terão como mote ‘Gastronomia e Vinho, porque ninguém é feliz sozinho’, considerando a organização que “juntos, contribuem para a felicidade de quem se junta à mesa”. A ‘mensagem’ que assumem pretender passar nesta altura difícil para a restauração e a comercialização de vinhos é que “com as regras que se impõem, vamos voltar a harmonizar as relações pessoais na companhia da gastronomia e do vinho, porque ninguém é feliz sozinho”.
E na verdade, praticamente todas as atividades já conhecidas a ser desenvolvidas no fim-de- semana de 24 a 26 de julho pelos municípios associados da AMPV, vão ao encontro da necessidade de dinamização das áreas de gastronomia e vinhos quer seja no âmbito do consumo nos restaurantes, quer na comercialização de produtos regionais de forma isolada ou integrada em ações de enoturismo.

Entre as atividades programadas, para além das que serão realizadas um pouco por todo o país, a organização vai promover, no sábado dia 24, uma edição digital de propostas de harmonização entre gastronomia e vinhos, apresentadas pelos vários municípios.

No dia anterior será realizada uma videoconferência para ‘evocar’ a efeméride e tentar perceber o quase esquecimento a que foi votada esta distinção da gastronomia portuguesa.

No dia do aniversário, 28 de julho, promovem uma sessão, a realizar em Santarém em parceria com o Festival Nacional de gastronomia de Santarém, que comemora 40 anos, onde entre outros objetivos, serão evocados os integrantes das equipas de trabalho constituídas na sequência da elevação da gastronomia a bem imaterial do património cultural de Portugal.

Saibas mais em: https://www.facebook.com/GastronomiaPC/