//Gastronomia de… Águeda, Almeirim, Arcos de Valdevez

Gastronomia de… Águeda, Almeirim, Arcos de Valdevez

Leitão e Pastéis de Águeda, Sopa da Pedra e Carne Cachena são os destaques.

Conheça a gastronomia de alguns territórios concelhios de Portugal, através dos textos produzidos por estes, aquando da comemoração dos ‘20 Anos da Gastronomia Património Cultural’, promovida pela AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

Águeda
O destaque vai para o Leitão da Bairrada cuja importância para toda a região é inegável, mas não falta a entusiástica referência aos famosos pastéis de Águeda, que se diz de origem conventual.
A harmonização proposta para o leitão à moda da Bairrada recai, essencialmente e como seria de esperar, nos vinhos espumantes, com a casta Baga em destaque.
Em Águeda, assinalou-se o 20º aniversário da elevação da Gastronomia Portuguesa a ‘Bem Imaterial do Património Cultural de Portugal’, com uma homenagem às três confrarias do concelho.

Saiba TODA a informação clicando AQUI.
https://jornalsabores.com/agueda-gastronomia-e-vinho/

 

Almeirim
A Sopa da Pedra ganhou fama nos anos 60 em Almeirim e assenta em ingredientes produzidos no concelho, mantendo até hoje o seu modo de confeção inalterado,
Para este tradicional e muito apreciado produto a proposta de harmonização recai nos vinhos da casta mais plantada no Ribatejo – Fernão Pires.
Conheça também a interessantíssima Lenda do Frade ‘espertalhão’ e tenha acesso a uma receita para preparar esta iguaria.

Saiba TODA a informação clicando AQUI.
https://jornalsabores.com/almeirim-sopa-da-pedra-fernao-pires-e-a-lenda-do-frade-2/

 

Arcos de Valdevez
Aqui se destaca as qualidades ‘gastronómicas’ da carne de animais de raça Cachena, a mais pequena raça bovina portuguesa e uma das mais pequenas do mundo. Encontra-se na alta montanha, em cotas elevadas acima dos 800 metros
Os Charutos dos Arcos e o espumante 100% Loureiro são igualmente referenciados pelo município.
‘Memória de Sabores’ faz homenagem “a todos os nossos antepassados que defenderam e preservaram ao longo de várias gerações a raça Cachena”, refere-se também.

Saiba TODA a informação clicando AQUI.
https://jornalsabores.com/arcos-de-valdevez-carne-da-cachena-dop/