//Frederico Falcão é o novo presidente da ViniPortugal

Frederico Falcão é o novo presidente da ViniPortugal

Três prioridades para o mandato que agora inicia. Exportações cresceram no 1º trimestre.

Frederico Falcão é o novo presidente da Direcção da ViniPortugal, associação interprofissional para a promoção internacional dos Vinhos de Portugal. O novo líder sucede a Jorge Monteiro na presidência executiva da associação.

Nos novos órgãos sociais para o triénio 2020/2023, a direção é liderada por Frederico Falcão e integram ainda Jorge Basto Gonçalves, presidente do Conselho de Administração da Fenadegas – Federação Nacional das Adegas Cooperativas, em representação da Produção, e João Gomes da Silva, administrador de marketing e vendas da Sogrape, em representação do Comércio.

Natural da Chamusca, Frederico Falcão é licenciado em Agronomia pela Universidade de Évora, com pós-graduação em Enologia pela Universidade Católica do Porto. Desenvolveu a sua carreira como enólogo em vários produtores de vinho – Esporão, Companhia das Lezírias, Pegos Claros e Fundação Abreu Callado. Entre 2012 e 2018 foi presidente do IVV – Instituto da Vinha e do Vinho, tendo sido o mais jovem presidente deste instituto. Entre 2018 e 2019 foi CEO da Bacalhôa.

O novo presidente da ViniPortugal aponta três prioridades para o mandato que acaba de iniciar: criar um observatório de mercados internacionais; reforçar a aposta na formação dos agentes económicos e promover mais acções para valorizar os Vinhos Portugueses no mercado internacional, procurando aumentar o preço médio por garrafa. Responder aos desafios colocados aos vinhos portugueses pela pandemia da Covid-19 é outra das prioridades.

Exportações cresceram no 1º trimestre

Entre janeiro e março de 2020, as exportações dos vinhos portugueses cresceram 2,1% em valor comparativamente com o período homólogo em 2019, totalizando mais de 185 milhões de euros. No mesmo período a subida em volume foi de 4,4%. Estes são os mais recentes dados do desempenho do sector dados a conhecer pela ViniPortugal, a Associação Interprofissional para a Promoção dos Vinhos de Portugal.

Olhando para os dados das exportações por grupos de mercados, constata-se que a União Europeia teve um comportamento oposto em relação ao verificado nos chamados Países Terceiros (que inclui destinos como EUA, Canadá, Brasil, China, entre outros), registando uma queda de 14,4% em valor. Nos Países Terceiros registou-se um crescimento de 22,8%, para um valor próximo dos 99 milhões de euros.