//Fiambre de aves «cresce» na exposição aos consumidores

Fiambre de aves «cresce» na exposição aos consumidores

O fiambre de aves está a crescer na ocupação de espaço nos lineares (prateleiras) dos supermercados.

De acordo com notícia da Hipersuper, na área da charcutaria, a categoria com maior destaque nas prateleiras continua a ser Fiambre, seguida de Presunto e Salsichas Vácuo. A surpresa é que, no primeiro trimestre deste ano, o fiambre de Aves já ocupa, praticamente, o mesmo espaço do que o de Porco.

Trata-se de uma tendência que, face à procura, revela que as marcas não só investigam e desenvolvem novos produtos à base de carne, como melhoram os existentes, manifestando uma especial preocupação com a saúde e bem-estar dos consumidores, seja através da redução de sal e gordura ou mesmo isenção de glúten.

O estudo da Marktest Retail revela que Chourição e Paio estão a registar uma diminuição gradual no espaço de exposição nas prateleiras nestes últimos anos, no que pode ser um reflexo do menor interesse por parte dos consumidores.

Ainda no sector de Charcutaria, é a Marca Própria que está em maior destaque no linear, detendo em média nos últimos anos, cerca de 37%. Considerando apenas as marcas mais conhecidas da população (Campofrio, Damatta, Izidoro e Nobre), pode afirmar-se que são as marcas da Campofrio Food Group (Campofrio e Nobre) que mais espaço nas prateleiras ocupam (19%).

No entanto, é de referir que nos últimos quatro anos, enquanto as marcas Nobre e Izidoro apresentam um percurso descendente relativamente ao espaço ocupado, as marcas Campofrio, Damatta e Marca Própria têm registado um aumento.

O artigo da Hipersuper lembra que a Charcutaria sempre foi um sector com significativa importância no consumo em Portugal, no entanto, a Organização Mundial da Saúde cada vez mais alerta para o consumo excessivo de carnes processadas, colocando o consumidor português numa posição que o faz oscilar entre o tradicional e o que ‘deve ser’.