//Ferragudo comemora ‘500 anos a Viver o Mar’

Ferragudo comemora ‘500 anos a Viver o Mar’

Povoação piscatória do concelho de Lagoa vai assinalar, também com gastronomia e vinhos, quingentésimo aniversário da sua fundação.

Os gastrónomos conhecem esta vila, sobretudo pela sua belíssima oferta de ‘produtos do mar’ de que são exemplo a sardinha assada, a caldeirada de peixe, a cataplana de peixe, o arroz e feijoada de polvo, a salada de ovas ou a feijoada de buzinas, entre outras propostas preferencialmente acompanhadas pelos excelentes vinhos do concelho de Lagoa a que pertence.

A reforçar a ligação desta povoação ao mar e à pesca, o próprio topónimo Ferragudo, que se acredita ter origem na existência de um engenho de ferro, implantado na Praia da Angrinha, com a finalidade de elevar o pescado e as mercadorias das embarcações que ali acostavam.

Assinale-se ainda, no que à alimentação/gastronomia se refere, o papel importante que a indústria conserveira teve nesta vila.

500 anos a Viver o Mar

Durante o ano de 2020 a Câmara Municipal de Lagoa e a Junta de Freguesia de Ferragudo vão assinalar o quingentésimo aniversário da fundação da povoação, instituída pela carta de privilégios da Rainha D. Leonor, com um conjunto de iniciativas que, ao longo do ano, irão ter lugar sob o mote Ferragudo: 500 anos a Viver o Mar, nas quais se inclui ações relacionadas com a gastronomia e os vinhos.

Desde a sua formação, Ferragudo levou 242 anos até obter autonomia administrativa e daí até à categoria de vila, 237 anos. Fez parte da freguesia de Estômbar até 1749, quando foi desanexada por iniciativa do Arcebispo Bispo do Algarve D. Inácio de Santa Teresa, num processo conturbado que se arrastou até 1762 e que opôs a vontade de dois povos e duas paróquias. Com a atribuição do alvará régio de 16 de janeiro de 1773, que dotava o notável lugar d’Alagoa do estatuto de vila e concelho, Ferragudo passa a integrar, juntamente com Estômbar e a Mexilhoeira da Carregação, o recém-criado concelho de Lagoa.

A programação das comemorações dos 500 anos de Ferragudo foi trabalhada no sentido de abranger as mais diversas áreas, das artes ao exercício físico, da historiografia à gastronomia, do artesanato às festividades populares. Impõe-se destacar, desde logo, a abertura oficial das comemorações a 11 de janeiro, pelas 15h00, junto à Igreja de Nossa Senhora da Conceição, conforme programa anexo.