//Feira de vinhos ‘medalhados’

Feira de vinhos ‘medalhados’

Disponíveis, para aquisição, mais de três dezenas de vinhos premiados no concurso ‘Cidades do Vinho’.

A Feira de Vinhos do Concurso ‘Cidades do Vinho’ está a decorrer até ao final do mês de julho e apresenta uma seleção de mais de três dezenas de vinhos que marcaram presença naquele concurso, realizado em Lagoa (Algarve) no passado mês de maio.
Cartaxo, Alenquer, Redondo, Torres Vedras, Cadaval e Madalena nos Açores, são alguns dos municípios ‘representados’ na oferta, a que se pode acrescentar e uma seleção de vinhos disponibilizados através de uma parceria com a Casa Mãe da Rota de Vinhos de Setúbal.
Para além da diversidade territorial e de castas, dentro da seleção de vinhos disponibilizada nesta ‘Feira de Vinhos Premiados’ encontram-se o Moscatel de Setúbal 10 anos da Adega de Palmela, medalhado com Grande Ouro e cerca de duas dezenas de medalhados com Ouro, como o Vinho Regional Lisboa Branco Arinto/Chardonnay 2019 da Adega Cooperativa do Cadaval, o Branco Rovisco Pais Reserva 2020 da Adega de Pegões e o Tinto Joana da Cana Vinhas Velhas de Vinhos Franco, entre muitos outros.

Feira Digital
O digital assume-se cada vez mais, nos tempos que correm, como uma estratégia fundamental para, através do online, dar continuidade às feiras tradicionais contribuído para manter vivas as tradições, valorizar os produtos endógenos, a cultura e as marcas identitárias das regiões.
É nesse sentido que se promove este certame digital através do qual podem ser adquiridos os vinhos referidos, para além de outros produtos disponibilizados através da plataforma digital SmartFarmer.pt, o marketplace social gerido pela ONG Oikos-Cooperação e Desenvolvimento.

A Feira de Vinhos do Concurso ‘Cidades do Vinho’ resulta da parceria entre a Smartfarmer, a Associação das Rotas dos Vinhos de Portugal (ARVP) e a Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) com quem foram já promovidas outras iniciativas com o objetivo de promover a digitalização de pequenos e médios vitivinicultores, dando-lhes acesso a um novo canal de escoamento online.

Para João Fernandes, diretor executivo da Oikos, “a essência fundamental do SmartFarmer é a valorização integrada e conjunta do território, dos produtores e dos produtos endógenos. O Concurso Cidades do Vinhos dá o devido, e merecido, valor ao território onde os vinhos são produzidos. Por sua vez, a Feira facilita uma aproximação entre consumidores e produtores, possibilitando a compra direta e sem intermediários aos viticultores”. Acrescenta ainda que “é essencial garantirmos a valorização dos produtos endógenos, de modo a garantir a preservação da sua origem, da sua qualidade, mas também a promoção da nossa excelência e divulgação do nosso valor”.

A Oikos
Fundada em 1988, em Portugal, a Oikos – Cooperação e Desenvolvimento é uma associação sem fins lucrativos, reconhecida internacionalmente como Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD/INGO).
Trabalha com as comunidades de regiões e países mais pobres e vulneráveis, independentemente da sua origem étnica, língua, religião ou geografia.
Desde a Emergência ao Desenvolvimento, passando pela Educação, Mobilização Social e Influência Pública, o trabalho da Oikos estende-se atualmente Portugal, África e América Latina.