//Farinha de bagaço de uva ‘produz bolachas’ premiadas
bolachas bagaço de uva

Farinha de bagaço de uva ‘produz bolachas’ premiadas

‘Baguitas’, bolachas vencedoras da edição de 2021 do Prémio ECOTROPHELIA Portugal têm como ingrediente principal a farinha obtida do que fica depois de espremido o cacho.

São bolachas crocantes que usam como ingrediente principal uma farinha obtida do bagaço de uva das castas Touriga Nacional e Arinto, fornecidas pela Cooperativa Carmim – Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz. É, aliás, a este ingrediente inovador e com elevado valor nutricional, nomeadamente alto teor de fibra e caraterísticas organoléticas únicas, que o produto deve o seu nome.

bolachas baguitas

A transformação em farinha de bagaço de uva é o método mais sustentável de utilização deste subproduto alimentar que resulta da prensagem de massas vínicas utilizada pela indústria do vinho. Este produto resultante da chamada economia circular venceu a edição do ano passado do Prémio ECOTROPHELIA Portugal (de entre um total de 27 projetos) e representou Portugal na competição europeia “ECOTROPHELIA Europe”.

O Prémio ECOTROPHELIA Portugal, promovido desde 2017 pela PortugalFoods, é uma competição que visa o desenvolvimento de um produto alimentar eco-inovador e sustentável, por alunos e investigadores do Ensino Superior, com o objetivo de revolucionar a indústria Agroalimentar e colocá-la na linha da frente da inovação e da sustentabilidade do setor agroalimentar europeu.

Este ano, 6ª edição do Prémio ECOTROPHELIA Portugal conta com o apoio de diversas entidades do setor agroalimentar. A nível europeu, este concurso acontece desde 2008, tendo mobilizado mais de 4.000 estudantes, 500 instituições de ensino e 2000 empresas, resultando no desenvolvimento de mais de 860 produtos alimentares eco-inovadores, dos quais mais de 100 foram industrializados ou comercializados.

Deolinda Silva, Diretora Executiva da PortugalFoods, afirma: “É nossa missão, enquanto associação cluster que apoia a dinamização e internacionalização do setor Agroalimentar, estabelecer um diálogo ativo com iniciativas ligadas à inovação e ao empreendedorismo. As novas ideias, capazes de transformar a indústria e de construir o seu caminho de futuro, estão onde os jovens estão. Por isso, temos de estar nas universidades, nos politécnicos. Temos de ouvir as ideias dos nossos estudantes, perceber aquelas que são as suas preocupações e aspirações. São eles que, com conhecimento, têm as ideias e moldam os projetos que hão de fazer o nosso futuro.”

 As candidaturas abriram no passado dia 1 de fevereiro e decorrem até 18 de maio. As mesmas podem ser feitas através do site da iniciativa, em https://ecotropheliaportugal.com/

 

Sobre a PortugalFoods

A PortugalFoods, entidade gestora do Portuguese Agrofood Cluster, é constituída atualmente por mais de 150 associados: empresas, entidades do sistema científico nacional da fileira agroalimentar e outras entidades conexas. Enquanto principal interlocutora e dinamizadora da fileira, a PortugalFoods assume-se como uma plataforma que fomenta relações win-win entre os seus associados, tendo como objetivo final a produção e partilha de conhecimento como suporte à inovação e à internacionalização capaz de aumentar a competitividade do setor agroalimentar nacional.

 

Leia também: https://jornalsabores.com/bolachas-de-bagaco-de-uvas/