//Exportação de vinho cresce 13%

Exportação de vinho cresce 13%

Primeiro trimestre de 2021 ultrapassou os 200 milhões de euros em exportações.

O primeiro trimestre de 2021 foi bastante positivo para as exportações de vinhos portugueses, em comparação com o mesmo período de 2020.

De acordo com os dados divulgados pela ViniPortugal, o primeiro trimestre de 2021 registou um aumento de 13% nas exportações comparativamente com o período homólogo de 2020, tendo ultrapassado os 200 milhões de euros.
É de salientar o crescimento das exportações nos mercados brasileiro (+38,5%), alemão (+21,21%) e belga (+16,16%). Em sentido contrário, os mercados angolano e japonês registaram decréscimos de, respetivamente, -31,87% e -13,50%.

Analisando o mercado europeu, a Finlândia foi o país que registou um maior crescimento percentual, aumentando 42,20% no primeiro trimestre de 2021 (3,38 milhões de euros), seguida pela Polónia que aumentou 37,74% (7,15 milhões de euros), Noruega com +32,21% (3,32 milhões de euros) e Dinamarca, com um aumento de 24,11% (3,57 milhões de euros).

Relativamente a Países Terceiros, destaque para as exportações de vinhos portugueses para o Brasil (+38,5%) e Reino Unido (+9,41%), representando 15,51 e 14,04 milhões de euros, respectivamente. Para a China foram exportados 3,93 milhões de euros, um crescimento de 35,61% face ao primeiro trimestre de 2020.
“Estamos bastante satisfeitos por sentir que o mercado voltou novamente a mexer. Este grande crescimento (de 13%) que se sentiu neste primeiro trimestre permite-nos avizinhar um ano de 2021 favorável, não só para a abertura de novos mercados, como para o crescimento progressivo das exportações para os nossos principais mercados.”, afirma Frederico Falcão, presidente da ViniPortugal.

 

 

Sobre a ViniPortugal
A ViniPortugal é a associação interprofissional para a promoção dos Vinhos de Portugal. Tem como missão promover a imagem de Portugal enquanto produtor de vinhos por excelência, valorizando a marca “Vinhos de Portugal/Wines of Portugal”, contribuindo para um crescimento sustentado do volume e do preço médio dos vinhos portugueses. São associados-fundadores da ViniPortugal oito associações profissionais: ACIBEV, ANCEVE e AND (representação do comércio), CAP, FENADEGAS, FENAVI e FEVIPOR (em representação da produção) e ANDOVI (representação de regiões demarcadas).