//Douro candidata-se a ‘Cidade Europeia do Vinho 2023’
Douro

Douro candidata-se a ‘Cidade Europeia do Vinho 2023’

Os municípios do Douro, juntaram-se para apresentar uma candidatura supramunicipal, denominada ‘Douro All Around Wine’, à ‘Cidade Europeia do Vinho 2023’.

Pretende-se com esta candidatura, divulgar e dinamizar esta região vinhateira, os seus vinhos e o enoturismo, valorizando os 19 municípios durienses.

Fazem parte da Comunidade Intermunicipal do Douro os concelhos de Alijó, Armamar, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Lamego, Mesão Frio, Moimenta da Beira, Murça, Penedono, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Torre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Coa e Vila Real.

No âmbito da candidatura, serão promovidos fóruns temáticos, onde para abordar temas no âmbito do vinho e apresentar desafios para um futuro vitivinícola de valor acrescentado.

É uma candidatura regional, mas conta com a experiência de Régua enquanto ‘Cidade do Vinho 2019’, distinção atribuída pela Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV). Já em 2018, este município, apresentou a sua candidatura a ‘Cidade Europeia do Vinho’, tendo o título sido atribuído a Torres Vedras e Alenquer, no distrito de Lisboa.

É que cada vez mais esta dinâmica, esta visão, tem de ser supramunicipal. Este trabalho tem de ser agregado, a marca Douro terá que ser a marca que nos une a todos e tem de ser o chapéu de todos os eventos que realizamos”, afirmou José Manuel Gonçalves, presidente da Câmara do Peso da Régua.

Esta candidatura surge numa altura em que as vendas de vinho do Porto e vinho do Douro têm aumentado, atingido valores recorde de 600 milhões de euros em 2021, 403 milhões em exportações o que resulta num crescimento de 12,4%.

No dia 15 de junho, a candidatura duriense será defendida no Parlamento Europeu e nessa mesma data, conhecer-se-á o vencedor.

Também apresentaram candidaturas a ‘Cidade Europeia do Vinho 2023’, os municípios de Lagoa, Lagos, Albufeira e Silves, sob o título ‘Algarve Golden Terroir’ e o ‘Vale do Lima’, que agrega os concelhos de Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo.

A atual ‘Cidade Europeia do Vinho’ é Aranda de Duero, em Espanha, título atribuído em 2020, que devido à situação pandémica, foi alargado até 2022.

Este concurso foi criado em 2012 pela RECEVIN, com o objetivo de promover e divulgar as regiões vinhateiras dos países aderentes à rede: Alemanha, Áustria, Bulgária, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Hungria, Itália, Portugal e Sérvia, tendo um caráter rotativo entre eles.