//Conserveira Pinhais & Cia em destaque
pinhais

Conserveira Pinhais & Cia em destaque

A fábrica de conservas Pinhais & Cia foi a protagonista de um artigo publicado no jornal norte-americano ‘The New York Times’ que salienta a experiência imersiva, sobre o processo de fabrico, disponível para os visitantes.

Fundada em 1920 por apenas quatro sócios, a Pinhais & Cia cresceu ao longo de um século mantendo-se fiel a um método tradicional de produção, garantindo qualidade e sabor aos seus produtos.

O ‘Conservas Pinhais Factory Tour’ é o primeiro museu-vivo da indústria conserveira em Portugal, que, segundo o artigo publicado, leva os visitantes numa viagem ao passado, às raízes da conserveira e das suas marcas Pinhais e NURI, esta última mais internacional.

Nas Conservas Pinhais e Cia, em Matosinhos, uma fábrica de conservas de peixe a poucos quilómetros do centro do Porto, os visitantes são convidados a ver que a sua nova iguaria favorita é, na verdade, uma operação muito antiga”, lê-se no artigo.

Como é mencionado no artigo ‘Pinhais e a sardinha artesanal’, a experiência de um século de atividade permite à conserveira conhecer e selecionar apenas o melhor pescado, preparar diariamente os ingredientes mais frescos e de pequenos produtores locais, utilizar apenas o azeite da melhor qualidade, aliar processos artesanais às maiores exigências dos mercados internacionais e embrulhar cada lata à mão.

O jornal norte-americano acrescenta que a visita, com duração de 90 minutos, permite conhecer uma das mais antigas fábricas em atividade, mergulhar na história da empresa e da indústria conserveira, através de conteúdos digitais exclusivos, assim como participar no processo de empapelamento, que consiste em embrulhar as latas segundo as técnicas das artesãs da empresa.

O tour conta ainda com um momento de prova das iguarias de Pinhais, onde é descrito que “as sardinhas, é preciso dizer, são deliciosas. E o cheiro na fábrica é de sardinhas recém-pescadas entrando e saindo da água salgada.”.

O artigo termina realçando a importância da valorizar a indústria conserveira na região, “A cidade do Porto parece orgulhar-se da sua indústria mundial. Por toda a pequena cidade, todos com quem conversei sobre a fábrica Pinhais ecoaram os mesmos sentimentos: são bons empregos, são funcionários queridos e que a existência da fábrica é uma mais-valia para a própria região.