//Conheça o Alimento: Pêssego
pessego

Conheça o Alimento: Pêssego

O pêssego é o fruto do pessegueiro, uma árvore originária da China que, por ter uma semente de fácil propagação, se espalhou pelo mundo.

De nome científico Prunus persica, pertence à família Rosaceae e cresce tanto no hemisfério sul como no hemisfério norte.

É considerado um fruto de verão e caracteriza-se pelas suas características aromáticas e refrescantes.

Em Portugal, as principais regiões produtoras deste fruto são o Ribatejo, Algarve, Campo Maior, Vilariça e Cova da Beira.

O pêssego paraguaio é conhecido pela sua forma plana, por ser menos ácido, e por apresentar uma polpa esbranquiçada.

 

Benefícios

Possui um baixo valor calórico, é rico em fibra e fornece vitamina C e vitaminas do complexo B, A e minerais como o potássio e o fósforo.

Contribui para o aumento da saciedade, para a regulação do trânsito intestinal e para a saúde da pele e cardiovascular.

 

História

Acredita-se que tenha origem na China e que se tenha dispersado por outros países do continente asiático. As sementes dos pêssegos viajaram pelas rotas comerciais chegando à Pérsia, de onde receberam o nome Prunus Persica.

Plínio, naturalista e filósofo romano, refere o cultivo de pessegueiros na Grécia no ano 386 A.C onde era considerada uma árvore nobre e a sua presença era exclusiva dos jardins dos mais afortunados.

 

Época

O pêssego está na sua época de julho a setembro. Na hora de escolher, opte por aquele que cede ligeiramente ao toque, de aroma suave e com uma casca de cor viva, sem manchas ou cortes.

A qualidade do pêssego está dependente dos seus açúcares e acidez, aroma e textura, quando colhidos antes do tempo, encontram-se duros e, se colhidos tarde, farinhentos.

 

Utilizações

Algumas das utilizações do pêssego são as saladas, tartes, doces, compotas ou como acompanhamento de carnes e peixe.

 

Pêssego da Cova da Beira IGP

Entende-se por “Pêssego da Cova da Beira” o fruto proveniente de diversas variedades de pessegueiro Prunus Persica Sieb e Zucc cultivado nos concelhos Belmonte, Covilhã e Fundão.

A região é conhecida pelo cultivo de cereja daí surgiu a ideia de praticar outros cultivos. Por esta razão, há muitos anos, pêssegos de polpa amarela foram introduzidos, resultando num produto de qualidade reconhecido tanto a nível nacional, como internacional pelas suas caraterísticas específicas.

Os solos com aptidão, o clima que é influenciando pela sua localização geográfica entre as montanhas da Serra da Gardunha, Serra da Estrela e Malcata, proporcionam uma proteção contra os ventos e uma primavera suave, reunindo condições que diferenciam o pêssego cultivado na Cova da Beira daquele que é cultivado noutras regiões.

 

pêssego

 

Fotografia do Pêssego da Cova da Beira IGP: CM Covilhã